Desde 36 036 euros

Testámos o renovado SEAT Ateca. Mudou pouco, mas foi suficiente?

O SEAT Ateca foi recentemente renovado. Para conhecer os seus argumentos pusemo-lo à prova na versão Xperience com o 1.5 TSI associado à caixa DSG.

Com mais de 300 mil unidades vendidas desde 2016, o SEAT Ateca é um caso sério de sucesso no seio da marca espanhola e para que assim continue a ser, o SUV recebeu uma bem merecida atualização.

Ora, sendo um restyling, a “receita” adotada pela SEAT passou por um refrescar da aparência, onde a nova secção dianteira (que adotou o “ar de família” inaugurado pelo Tarraco) concentra as maiores diferenças, mas há ainda novos farolins e para-choques traseiros.

Novo é o lettering adotado para identificar o modelo, assim como nova é a versão que estamos a testar denominada Xperience, de inspiração mais aventureira.

VÊ TAMBÉM: Leon Sportstourer e-HYBRID. Testámos o primeiro híbrido plug-in da SEAT
SEAT Ateca 2021
Além dos novos para-choques a traseira do Ateca recebeu novos faróis e um novo lettering. © Fernando Gomes / Razão Automóvel. Edição: © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

O resultado final é, na minha opinião, positivo. Se havia área na qual considerava que o bem conseguido visual do Ateca tinha margem de progressão era a secção dianteira e devo admitir que esta nova frente lhe “assenta bem”.

Igual a si mesmo

No interior é preciso mais atenção para descobrir o que mudou. A principal novidade é o novo painel de instrumentos digital com 10,25” e o revisto sistema de infoentretenimento.

Outra das novidades passa pelo aumento da qualidade percebida. Já robusto antes do restyling, o habitáculo do Ateca viu a percepção de qualidade aumentar fruto do recurso a novos materiais e uma decoração bicolor no tabliê que recorre a inserções cuja qualidade é evidente.

VÊ TAMBÉM: Testámos o SEAT Tarraco 2.0 TDI. É este o motor certo?

Também novo é o volante. Além de oferecer uma boa pega e um tamanho adequado, não posso deixar de elogiar os seus comandos, cuja utilização é fácil e intuitiva.

Por fim, deixo um “agradecimento” à SEAT por não ter oferecido ao Ateca uns comandos da climatização táteis como a Volkswagen fez com o Tiguan. Os comandos físicos mantiveram-se e as suas mais valias no campo da ergonomia são evidentes quando vamos ao volante.

SEAT Ateca 2021
Os comandos físicos da climatização mantiveram-se, uma mais valia ergonómica. © Fernando Gomes / Razão Automóvel. Edição: © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
A NÃO PERDER: Volvo XC40 T2 (129 cv). Testámos o SUV mais acessível da marca sueca

Em equipa que ganha, não se mexe

Referenciado como um dos melhores SUV médios no que ao comportamento dinâmico diz respeito, o SEAT Ateca mantém-se fiel a esses pergaminhos após o restyling.

A direção continua precisa, direta e comunicativa, o chassis está bem calibrado e todo o conjunto consegue um bom compromisso entre conforto e comportamento. Tudo isto faz do Ateca um dos SUV mais divertidos de conduzir quando circulamos sozinhos, ao mesmo tempo que não deixa de transmitir segurança em andamento, com reações previsíveis, quando levamos a família.

SEAT Ateca 2021
Apesar do aspeto algo simples, os bancos oferecem um bom apoio lateral. © Fernando Gomes / Razão Automóvel. Edição: © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: TUDO NOVO! Testámos o arrojado e inédito Hyundai Tucson Hybrid

Já o motor, o 1.5 TSI a gasolina de 150 cv e 250 Nm, é apoiado pela bem escalonada e rápida caixa DSG de sete relações. Esta assemelha-se a um camaleão, adaptando-se muito bem a diversos estilos de condução e aos quatro modos de condução.

No modo “Eco” troca alguma vivacidade e rapidez de resposta do acelerador (sem se tornar letárgico) por uma maior economia, permitindo médias de 5,7 l/100 km. No modo “Normal” esforça-se por (e consegue) conciliar o melhor de dois mundos.

Já no modo “Sport”, que atua também sobre a direção tornando-a mais pesada, o 1.5 TSI passa a responder com mais e agradável vivacidade, contando para tal com a ação da caixa DSG que se mantém mais tempo numa relação, mudando de relação num regime do motor mais elevado, permitindo fazer ultrapassagens com agradável à vontade.

Neste modo, os consumos ressentem-se um pouco, mas não em demasia, com a média a rondar os 7-7,5 l/100 km, um valor mais que aceitável tendo em conta que falamos de um SUV familiar com motor a gasolina.

SEAT Ateca 2021
O 1.5 TSI consegue conciliar bons consumos com boas prestações. © Fernando Gomes / Razão Automóvel. Edição: © Thom V. Esveld / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: Testámos o sereno (mas rápido) C5 Aircross Hybrid, o primeiro híbrido plug-in da Citroën

É o carro certo para mim?

O SEAT Ateca não era daqueles modelos que “desesperavam” por um restyling. No entanto, o seu sucesso e a renovação da gama SEAT ameaçavam fazer com que o seu visual ficasse “cansado” e não alinhado com os restantes modelos da marca espanhola, razão pela qual foi renovado.

O resultado dessa renovação foi um modelo que manteve intactas das suas qualidades — desde o interessante comportamento até às aptidões familiares — e viu reforçada a sua imagem e limadas algumas arestas.

A oferta tecnológica aumentou (se bem que a unidade ensaiada abdicasse da sempre bem-vinda câmara traseira), o visual atualizou-se e, acima de tudo, a qualidade percebida a bordo melhorou.

Tudo isto faz com que o SEAT Ateca seja a personificação da máxima que dita “em equipa que ganha não se mexe”, ou neste caso “mexe-se pouco”. Reforçado em alguns pormenores, o Ateca continua desta forma a ser uma das mais equilibradas propostas do segmento e, sem dúvida, uma opção a ter em conta.

Preço

unidade ensaiada

41.694

Versão base: €36.036

IUC: €172

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 4 cilindros em linha
    • Capacidade: 1498 cm3
    • Posição: Dianteira transversal
    • Carregamento: Injeção direta + turbo + intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c., 4 válvulas por cilindro
    • Potência: 150 cv entre as 5000 e as 6000 rpm
    • Binário: 250 Nm entre as 1500 e as 3500 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Automática DSG de sete relações
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4381 mm / 1841 mm / 1615 mm
    • Distância entre os eixos: 2638 mm
    • Bagageira: 510 litros
    • Jantes / Pneus: 215/50 R18
    • Peso: 1408 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 6,7 l/100 km
    • Emissões de CO2: 154 g/km
    • Vel. máxima: 200 km/h
    • Aceleração: 8,6s
  • Garantias
    • Pintura e corrosão: 3 anos pintura / 12 anos anti corrosão
    • Mecânica: 2+2 anos ou 80 000 Kms
    • Reviews Interval: 30 000 km / 2 anos (o que ocorrer primeiro)
  • Equipamento
    • Vidros traseiros escurecidos
    • Espelhos retrovisores com regulação elétrica e aquecidos com recolhimento eletrico (do passageiro com ajuste ativado pela marcha atrás)
    • Sensor de luz e de chuva
    • Volante desportivo multifunções em pele com tiptronic
    • Espelho interior anti-encandeamento automático
    • Apoio de braço dianteiro
    • Manete da alavanca de velocidades em pele
    • Iluminação interior LED no piso na parte dianteira e mala
    • Perfil de Condução SEAT com botão "Driving Experience"
    • Sensores de estacionamento traseiro
    • Cruise Control com limitador de velocidade
    • Protecção pro-activa e extensivel a peões
    • Climatronic 2 zonas
    • Computador de Bordo "Medium"com Display multifunções a cores
    • Faróis Full LED
    • Faróis de nevoeiro dianteiros LED com função luz de curva
    • Ativação automática das luzes e função Coming Home
    • Farolins traseiros LED com indicador de mudança dinâmico
    • Diferencial autoblocante eletrónico (XDS)
    • Sistema de reconhecimento de cansaço
    • Direção progressiva
    • Travão de mão elétrico
    • Bancos dianteiros reguláveis em altura
    • Ajuste lombar nos bancos dianteiros
    • Banco traseiro rebatível assimetricamente com apoio de braço
    • Controlo de pressão dos pneus
    • Jantes de liga leve de 18''
Extras
Connectivity Box (carregamento sem fios) — 178,47 €; Teto Panorâmico — 669,25 €; Controlo Adaptativo do Chassis (DCC) — 704,47 €; Pacote Segurança & Condução XL em combinação com Sistema de Som Media Plus 8,25" — 738,01 €; Pacote Easy plug-in — 88,73 €; SEAT Digital Cockpit 10,25" — 352,23 €; Duplo piso da mala — 120,46 €; Roda suplente de emergência + Kit de ferramentas (Minimizado de 18") — 89,22 €; Bagageira com função de mãos-livres (com função SAFE) — 437,24 €; Mecanismo de libertação dos encostos dos bancos traseiros a partir da mala — 16,90 €; Full Link para Sistema de Sistema de Navegação Plus — 151,70 €; Sistema de Som BeatsAudio — 439,59 €; Pacote arrumação — 44,38 €; Jantes de liga leve 19" Exclusive — 659,14 €; Cartografia da Europa (Com Mapcare) — 0 €; SEAT CONNECT gen3 - Segurança & Serviços, Acesso Remoto e infotenimento online para Sistema de Navegação — 0 €; Alarme com função SAFE — 223,08 €; Pacote inverno — 334,62 €; Sistema de Navegação Plus 9,2" 3D — 589,34 €.
Avaliação
7 / 10
Esta renovação do SEAT Ateca é a prova de que é possível reforçar os argumentos de um modelo sem ter de operar uma revolução. Espaçoso, versátil, confortável e com um bom comportamento dinâmico, o SEAT Ateca mantém todos os argumentos que têm feito dele um sucesso, passando agora a contar com um visual mais atual, em linha com a restante gama SEAT, e viu os seus argumentos tecnológicos a serem reforçados, mantendo a sua competitividade num segmento em constante ebulição.
  • Relação conforto/comportamento
  • Espaço
  • Ergonomia
  • Ausência de câmara traseira
Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o SEAT Ronda?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este SEAT Ronda foi usado como prova em tribunal. Porquê?

Mais artigos em Testes, Ensaio