Apresentação

OFICIAL. Este é o interior dos renovados Tesla Model S e Model X

Além de um interior totalmente novo, os revistos Tesla Model S e Model X receberam retoques visuais e duas variantes Plaid com mais de 1000 cv.

Não é preciso um olhar muito atento para perceber que a grande novidade, e talvez a que irá gerar mais discussão, dos renovados Tesla Model S e Model X está “dentro de portas”. Já viram bem aquele volante?

É o principal destaque no novo interior dos Model S (lançado em 2012) e Model X (lançado em 2015). Mais parecendo uma evolução do volante usado pelo KITT da série “O Justiceiro”, este integra vários comandos, como os dos piscas (reparem na imagem abaixo), permitindo desta forma abdicar das tradicionais hastes por detrás do volante..

Se nos abstrairmos do volante — será que a direção é muito mais direta para permitir este design? —, reparamos que a Tesla decidiu aproximar o interior de ambos os modelos ao dos mais pequenos Model 3 e Model Y. O primeiro sinal dessa “aproximação” foi a adoção de um ecrã central de 17” em posição horizontal com uma resolução de 2200×1300. Curiosamente, o painel de instrumentos por trás do volante (com 12,3”) não desapareceu.

VÊ TAMBÉM: Tesla “imune” à pandemia bate recorde de produção e entregas em 2020
Volante Tesla Model S e Model X
Onde é que já vimos um volante assim?

O que mais muda por dentro?

Apesar de os novos volante e ecrã central captarem a maioria das atenções, há mais novidades a bordo dos revistos Tesla Model S e Model X. Desta forma, os dois modelos contam com um sistema de áudio com 22 altifalantes e 960 W, climatização tri-zona e ainda carregadores para smartphone sem fios e USB-C para todos os ocupantes.

A pensar nos passageiros dos lugares posteriores a Tesla não só renovou os bancos como dotou os Model S e Model X de um terceiro ecrã especialmente pensado para que quem viaja lá atrás possa jogar. Com até 10 teraflops de poder de processamento, jogar no interior dos renovados modelos é ainda mais fácil, podendo ser feito a partir de qualquer lugar graças à compatibilidade com comandos sem fios.

Por fim, no Model S contamos ainda com um novo tejadilho em vidro e no Model X com o maior para-brisas panorâmico do mercado.

VÊ TAMBÉM: Supercarregador da Tesla. Fomos ao Algarve testar o carregador mais rápido de Portugal

Potência para “dar e vender”

Seja qual for a versão escolhida dos renovados Tesla ModelS e Model X estes apresentam-se com tração integral e com os sistemas Autopilot e Sentry Mode.

No caso do Tesla Model S temos três versões: Long Range, Plaid e Plaid+. As duas últimas (e mais radicais) contam com três motores em vez dos habituais dois, vetorização do binário e os rotores dos motores elétricos envoltos em carbono.

Tesla Model S Plaid
No exterior as novidades são mais discretas.

Mas comecemos pelo Model S Plaid. Com cerca de 1035 cv (1020 hp), este apresenta uma autonomia estimada de 628 km, alcança uns surpreendentes 320 km/h e cumpre os 0 aos 100 km/h em fisicamente desconfortáveis 2,1s.

Já o Tesla Model S Plaid+ deverá ser “só” o carro de produção mais rápido a cumprir os 0 aos 100 km/h e o tradicional 1/4 de milha. A primeira marca é alcançada em menos de 2,1s enquanto a segunda é cumprida em menos de 9s! Não foram anunciadas especificações concretas, apenas que terá mais de 1116 cv (1100 hp) e que a autonomia ascende a 840 km.

Por fim, o Model S Long Range, a variante mais acessível e… civilizada, consegue percorrer 663 km entre carregamentos, atinge os 250 km/h e alcança os 100 km/h em 3,1s.

A NÃO PERDER: Tesla Model X Long Range em vídeo. Tem espaço para tudo

Quanto ao Model X, o SUV, este não conta com a versão Plaid+. Ainda assim, os cerca de 1035 cv do Model X Plaid permitem-lhe cumprir os 0 aos 100 km/h em 2,6s, atingir os 262 km/h e tem uma autonomia estimada de 547 km.

Já no Model X Long Range a autonomia estimada sobe para os 580 km, assim como o tempo dos 0 aos 100 km/h sobe para os 3,9s e a velocidade máxima desce para os 250 km/h.

Tesla Model X
VÊ TAMBÉM: BMW Concept i4. É assim que vai ser o próximo elétrico da BMW (ou quase)

Quando chegam e quanto custam?

Com ligeiras mudanças estéticas que “saltam” mais à vista na dianteira e novas jantes, o revisto Model S viu o coeficiente aerodinâmico fixar-se nuns impressionantes 0.208 — o mais baixo em qualquer carro de produção hoje à venda no mercado e uma descida substancial dos 0,23-0,24 que até agora possuía. Já no caso do Model X as preocupações aerodinâmicas desta renovação fizeram esse valor fixar-se nos 0.25.

Apesar da chegada à Europa das primeiras unidades dos revistos Tesla Model S e Model X estar apenas agendada para setembro, já sabemos quanto vão custar por cá. Estes são os preços:

  • Model S Long Range: 90 900 euros
  • Model S Plaid: 120 990 euros
  • Model S Plaid+: 140 990 euros
  • Model X Long Range: 99 990 euros
  • Model X Plaid: 120 990 euros

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Peugeot 106 Electric?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este é o Peugeot 106 Electric, o antepassado do e-208

Mais artigos em Notícias