Apresentação

Lucid Air. O novo rival do Tesla Model S é o elétrico mais rápido a carregar

A versão de produção do Lucid Air já é uma realidade. Com a promessa de ser o elétrico mais rápido a carregar, descobre o novo rival do Tesla Model S.

Cerca de quatro anos depois de ter sido revelado como protótipo, a versão de produção do Lucid Air foi agora revelada, apresentando-se como o mais recente rival de modelos como o Tesla Model S ou o Porsche Taycan.

Esteticamente, o Air não difere muito do protótipo revelado em 2016, mantendo desta forma o visual futurista que sempre o caracterizou e linhas especialmente aerodinâmicas que lhe conferem um coeficiente de resistência aerodinâmica (Cx, Cd ou Cz) de apenas 0,21.

Já no interior o minimalismo é a palavra de ordem, com o maior destaque a ser a adoção de um ecrã curvo com 34” (ainda assim, mais pequeno do que o usado pelo Byton M-Byte) com definição 5K que ocupa mais de metade do tablier.

VÊ TAMBÉM: Tesla. Baterias “low cost” capazes de 1,6 milhões de quilómetros? Tudo indica que sim
Lucid Air

Carregamento em tempo recorde

No total, o Lucid Air vai estar disponível em quatro versões: Air, Air Touring, Air Grand Touring e Air Dream Edition. Para já não se sabe se a bateria de 113 kWh de potência será usada por todas as versões, havendo rumores que indicam que as variantes mais acessíveis deverão contar com uma bateria de 75 kWh.

Seja como for, prometida está a possibilidade de repor 300 milhas (perto de 483 km) de autonomia em apenas 20 minutos, um valor recorde entre os modelos elétricos atualmente em produção.

VÊ TAMBÉM: Izera. A nova marca de automóveis elétricos da… Polónia

Os números do Lucid Air

Enquanto a versão base, a Air, continua envolta em secretismo, o mesmo não acontece com a versão Air Touring. Acerca desta sabemos que conta com 620 cv, cumpre os 0 aos 96 km/h em 3,2s, alcança os 250 km/h de velocidade máxima e promete até 653 km de autonomia (com jantes de 19” aerodinâmicas).

Lucid Air
VÊ TAMBÉM: Até julho venderam-se mais automóveis elétricos e híbridos plug-in na Europa do que na China. Porquê?

Quanto à variante Air Grand Touring, esta promete 800 cv de potência e uma autonomia de 832 km (com as jantes aerodinâmicas). No campo das prestações, os 0 aos 96 km/h são cumpridos em apenas 3s e a velocidade máxima (limitada) ascende aos 270 km/h.

Por fim, a versão mais potente, a Air Dream Edition, apresenta-se com dois motores, tração integral e 1080 cv. Estes números permitem-lhe alcançar os 96 km/h em apenas 2,5s e os 270 km/h (limitados). Neste caso a autonomia é de 748 km com jantes de 21” ou de 810 km com jantes de 19”.

Lucid Air
VÊ TAMBÉM: Já conduzimos o Mercedes-Benz EQS, o Classe S dos elétricos

Quanto custa?

Com chegada ao mercado prevista apenas para 2022, a versão Air deverá custar menos de 80 mil dólares nos EUA (sem incentivos à compra de elétricos) ou seja, cerca de 67 mil euros.

Já o Lucid Air Touring chega no final de 2021 e vai estar disponível a partir dos 95 mil dólares (cerca de 80 mil euros) enquanto o Air Grand Touring, chega ao mercado em meados de 2021 e vê o seu preço ascender aos 139 mil dólares (cerca de 117 mil euros).

Lucid Air

Por fim, a versão mais potente, o Lucid Air Dream Edition, chega na primavera de 2021 (é a primeira versão a chegar) deverá custar 169 mil dólares (cerca de 146 mil euros). Neste momento as quatro versões do Lucid Air já podem ser encomendadas.

Nas três versões base é preciso fazer um depósito de 1000 dólares (cerca de 840 euros) enquanto que para a versão de topo, a Air Dream Edition, este valor ascende aos 7500 dólares (6300 euros).

Para já não se sabe em que mercados na Europa o Lucid Air será comercializado, qual será o seu preço nem quando é que tal deverá ocorrer.

Sabes responder a esta?
Qual é a cilindrada do BMW M8 Competition?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

M8 Gran Coupe Competition (vídeo). Com 625 cv é o BMW mais potente de sempre

Mais artigos em Notícias