Apresentação

Jeep Wrangler 4xe. Nem o ícone do todo o terreno escapa à eletrificação

Depois do Compass e do Renegade, foi altura do Wrangler receber uma versão híbrida plug-in. Fica a conhecer o Jeep Wrangler 4xe.

Com chegada ao mercado prevista para o início de 2021, o Jeep Wrangler 4xe vem-se juntar ao Compass 4xe e Renegade 4xe na “ofensiva eletrificada” da marca norte-americana.

Visualmente o principal destaque do Wrangler 4xe são os diversos acabamentos na nova cor “Azul Elétrico” que surgem tanto no exterior como no interior e, claro está, o logótipo “4xe”.

Mas se no capítulo estético o Wrangler 4xe opta por uma certa discrição, a principal novidade do modelo norte-americano surge debaixo do capô.

VÊ TAMBÉM: O que estás a ver não é um Jeep Wrangler, mas sim o novo Mahindra Thar
Jeep Wrangler 4xe

Um, dois, três motores

A animar o Wrangler 4xe encontramos um motor a gasolina de quatro cilindros com 2.0 l e turbocompressor, ao qual se juntam dois motores elétricos. Estes são alimentados por baterias de 400 V e 17 kWh colocadas debaixo da segunda fila de bancos.

O resultado final é uma potência máxima combinada de 375 cv e 637 Nm. Já a transmissão está a cargo de uma caixa automática (conversor de binário) de oito velocidades.

No que diz respeito à autonomia em modo 100% elétrico, a Jeep anuncia 25 milhas (cerca de 40 km), de acordo com o ciclo de homologação dos EUA.

Jeep Wrangler 4xe
VÊ TAMBÉM: Há algo de Ford Bronco e Jeep Wrangler no chinês Wey Tank 300

Modos de condução? Há três

No total, o o Jeep Wrangler 4xe conta com três modos de condução (E Select). No entanto, quando o nível de carga da bateria se aproxima do mínimo este passa a funcionar como um híbrido.

Quanto aos modos de condução, estes são:

  • Híbrido: usa primeiro a potência da bateria, acrescentando depois a propulsão do motor a gasolina;
  • Elétrico: funciona exclusivamente em modo elétrico enquanto há bateria ou até o condutor acelerar a fundo;
  • eSave: usa preferencialmente o motor a gasolina, conservando a carga da bateria para quando possa ser necessária. Neste caso o condutor pode optar entre o modo Battery Save (poupança de bateria) e Battery Charge (carregar a bateria) através das Hybrid Electric Pages disponíveis no sistema UConnect.

Por falar no sistema UConnect, este conta ainda com as páginas de “Eco Coaching” que permitem, ao monitorizar o fluxo de energia, observar o impacto da travagem regenerativa ou agendar tempos de carregamento.

Jeep Wrangler 4xe

Ainda no capítulo do sistema híbrido plug-in, o Wrangler 4xe conta ainda com a função “Max Regen” que eleva ao máximo a capacidade do sistema de travagem regenerativa.

TENS DE VER: Renegade 4xe Trailhawk. Conduzimos o híbrido plug-in que vai onde os outros não vão

Eletrificado, mas ainda “puro e duro”

No total, a versão híbrida plug-in do Wrangler estará disponível em três versões: 4xe, Sahara 4xe e Rubicon 4xe e escusado será dizer que todas elas mantiveram intactas as aptidões todo o terreno reconhecidas ao Wrangler.

Jeep Wrangler 4xe
VÊ TAMBÉM: A história do Jeep, das origens militares ao Wrangler

Assim, as duas primeiras versões contam com sistemas de tração integral permanente, eixos dianteiro e traseiro Dana 44 e caixa de transferência de duas velocidades e ainda com o diferencial traseiro de deslizamento limitado Trac-Lok.

Já o Wrangler Rubicon 4xe conta com o sistema 4×4 Rock-Trac (inclui caixa de transferência de duas velocidades com relação de transmissão a baixo regime de 4:1, tração às quatro rodas permanente, eixos dianteiro e traseiro Dana 44 e bloqueio elétrico de ambos os eixos Tru-Lok).

A juntar a isto temos ainda a possibilidade de desconetar a barra estabilizadora eletrónica e contamos com o “Selec-Speed Control” com assistência em subidas e descidas.

Jeep Wrangler 4xe

Nesta variante mais radical o Wrangler 4xe conta com placas inferiores de proteção à frente e atrás, e ganchos de reboque traseiros.

No que diz respeito aos ângulos para todo o terreno, o de entrada é de 44º, o ventral de 22,5º e o de saída fixa-se nos 35,6º. Já a altura ao solo fixa-se nos 27,4 cm e a capacidade de vau é de 76 cm.

A NÃO PERDER: Testámos o Jeep Compass 1.6 Multijet. Espírito americano com sotaque europeu (vídeo)

Quando chegam?

Com data de lançamento prevista para o início de 2021, porque enquanto ainda não sabemos quando é que o Jeep Wrangler 4xe chega a Portugal, ou quanto custará.

Sabes responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do Jeep Compass?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o Jeep Compass Night Eagle. É um Jeep mas será um bom SUV?

Mais artigos em Notícias