Engine Swap

O novo Toyota Supra A90 recebeu o motor 2JZ-GTE e… rejeitou-o

Era uma questão de tempo até alguém instalar o 2JZ-GTE debaixo do capot do Supra A90. O problema é que o primeiro a recebê-lo não "gostou" do transplante.

Desde que se soube que o novo Toyota Supra A90 ia recorrer a um motor de seis cilindros em linha da BMW (o B58, mais um dos muitos códigos de motor da marca alemã), os fãs mais hardcore do modelo consideraram-no uma afronta. Principalmente considerando o legado do 2JZ-GTE no último Supra A80.

Não é de admirar que alguém pensasse automaticamente num engine swap (troca de motor) para instalar debaixo do longo capot do Supra A90 o mítico 2JZ-GTE, que tão bons serviços prestou ao Supra no passado.

Um desses fãs parece ter sido o piloto japonês de drift, Daigo Saito, que decidiu, de uma só vez, não só substituir o motor como a transmissão de um Supra A90 novinho em folha que ele preparou para as provas em que participa.

VÊ TAMBÉM: Estes cinco Toyota MR2 de primeira geração foram trocados por… um MX-5
Toyota Supra A90 Drift 2JZ-GTE

A confirmação dessa transformação surgiu através de um conjunto de publicações no Instagram, e apesar de não haver dados oficiais sabe-se que para além do 2JZ-GTE, o Supra A90 recebeu uma caixa de velocidades manual que veio ocupar o lugar da caixa automática de oito velocidades com que o Supra vem equipado de série.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Daigo Saito (@daigosaito87) a

Transplante… rejeitado

Apesar de muito desejado, o engine swap levado a cabo por Daigo Saito não parece ter corrido muito bem. A provar isso mesmo está o que aconteceu na primeira aparição pública deste Toyota Supra A90 preparado para drift com o 2JZ-GTE instalado, no “Monster Energy Presents D1GP All Star Shoot-out”.

Ainda nas boxes, podemos ver num vídeo publicado no Instagram o Supra a cuspir algumas chamas pela traseira. O único problema é que, ao que parece, o escape não estava totalmente fora da carroçaria e estas acabaram por criar um pequeno foco de incêndio rapidamente controlado.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Виталий Веркеенко (@verkeenko) a

Mas os problemas não se ficaram por aqui. Quando saiu para a pista, o Supra voltou a incendiar-se e, para piorar a situação, desta vez o incêndio começou no compartimento do motor. Ora para isto acontecer ou ocorreu uma fuga de óleo ou de combustível.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Alexi Smith (@noriyaro) a

Apesar da aparente “rejeição” do 2JZ-GTE por parte do Supra A90, enquanto o motor funcionou este Supra com um “coração” foi algo de impressionante, como prova o único vídeo dele a fazer aquilo para que foi preparado: drift.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do motor 2.0 híbrido do Toyota Corolla?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Toyota Corolla ganha versões GR SPORT e TREK

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos