Design

O design do MINI (R50) explicado, pelo seu designer

Uma oportunidade incomum onde o designer do Mini do séc. XXI, Frank Stephenson, nos guia sobre o processo por detrás do seu design.

Por detrás das formas e linhas do primeiro e muito bem sucedido Mini do séc. XXI (by BMW) está o designer Frank Stephenson que, apesar da longa carreira em design automóvel, não é um dos nomes mais conhecidos. No entanto, não só foi o designer do Mini, como também foi o designer por detrás de alguns dos automóveis mais marcantes das últimas 2-3 décadas.

Desde o primeiro BMW X5 ao Maserati MC12, passando pelo Fiat 500 entre outros mais, foi ainda diretor de design da McLaren durante aproximadamente 10 anos, sendo ele o responsável pela maioria dos desportivos e superdesportivos da marca britânica, alguns dos quais ainda em comercialização.

Mas é o Mini de três portas, ou Mini Hatch (R50), lançado no ano 2000, aquele que, provavelmente, é o mais facilmente reconhecido. E o próprio Stephenson reconhece-o como aquele que é, provavelmente, o mais icónico dos modelos por ele criado ou que esteve diretamente envolvido no seu design.

VÊ TAMBÉM: John Cooper Works GP. Os números do mais radical e rápido Mini de sempre

Através do seu canal de YouTube, Frank Stephenson iniciou uma nova série de vídeos intitulados “How I Designed…”, ou “Como é que eu desenhei…”, e neste primeiro episódio é o Mini Hatch o protagonista. É a oportunidade de perceber como é que o designer do Mini o concebeu, justificando não só as proporções, como alguns pormenores. Tudo ao mesmo tempo enquanto o vemos esquissar os traços gerais que compõem o Mini.

“O primeiro episódio mostra, talvez, o meu design mais icónico, o MINI Cooper, (um design) que não tinha sido alterado por mais de 40 anos! Foi um projeto incrível para trabalhar e neste episódio vou guiando-vos pelo processo sobre como este brilhante automóvel surgiu.”


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Mais artigos em Notícias