Vídeo

Renault Twingo Z.E. em vídeo. 5 coisas que precisas de saber

O Renault Twingo Z.E. marca a entrada do citadino francês na era da eletrificação e neste vídeo o Guilherme dá-to a conhecer ao pormenor.

Numa era em que muitos questionam o futuro dos citadinos — até nós o fazemos — o Renault Twingo Z.E. como que vem provar que estes não estão totalmente condenados à extinção.

Com estreia marcada para o Salão de Genebra, nós já tivemos oportunidade de conhecer ao vivo e a cores o novo Renault Twingo Z.E. num evento realizado em Paris.

Ao longo deste vídeo, o Guilherme revela-te não só o que mudou no exterior e no interior do Twingo Z.E. face aos seus irmãos com motor de combustão, como te dá a conhecer os seus dados técnicos, apresentando-te os cinco pontos cruciais do citadino gaulês.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

O que precisas saber?

Para começar, em termos estéticos as únicas diferenças são pequenos elementos decorativos como a grelha com detalhes em azul, alguns logótipos e a risca azul que se estende por toda a lateral. Já no interior, o sistema de infotainment surge num ecrã de 7” e permite, por exemplo, localizar postos de carregamento e ver o alcance das baterias.

Há ainda uma app que permite exportar dados de viagem para o sistema de infotainment, programar carregamentos e que nos fornece dados acerca do carro. Quanto ao espaço, este manteve-se inalterado graças ao facto de a plataforma do Twingo Z.E. ter sido desenvolvida com uma versão elétrica em mente.

Por falar na plataforma, apesar de a partilhar com o Smart EQ forfour, o Twingo Z.E. não adotou as mesmas baterias. Assim sendo, recorre a um pack com 22 kWh de capacidade (em vez dos 17,6 kWh dos Smart) refrigerado a água e que lhe permite percorrer até 250 km em circuito urbano e 180 km em circuito misto, de acordo com o ciclo WLTP.

VÊ TAMBÉM: Ao volante do SEAT Mii electric. O primeiro de uma nova era
Renault Twingo Z.E.

Este pack de baterias alimenta um motor com 82 cv e 160 Nm derivado do usado pelo Zoe e que permite ao Twingo Z.E. atingir os 135 km/h de velocidade máxima (limitada eletronicamente) e cumprir os 0 aos 50 km/h em 4,2s.

Quanto ao carregamento, e tal como nos diz o Guilherme no vídeo, em apenas 30 minutos conseguimos repor 80% da bateria num carregador de 22 kW.

VÊ TAMBÉM: Renault quer renovar parque automóvel nacional: incentivos ao abate e Via Verde grátis entre as medidas
Renault Twingo Z.E.
Num carregador rápido de 22 kW, as baterias recarregam em 1h3min. Numa Wallbox de 7,4 kW esse tempo sobe para quatro horas, numa de 3,7 kW para oito horas e numa tomada doméstica de 2,4 kW fixa-se em cerca de 13 horas.

Quando chega?

Tal como já te tínhamos dito, o novo Renault Twingo Z.E. deve chegar no final do ano. Apesar de ainda não ter revelado quanto é que o Twingo Z.E. vai custar, a Renault afirma que vai ser substancialmente mais barato que o seu “irmão mais velho”, o Zoe.

Sabes responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do Renault Captur?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Já conduzimos o novo Renault Captur em Portugal

Mais artigos em Notícias