Salão de Genebra 2020

Hyundai i30 de “cara lavada” e ganha novo motor a gasolina

O renovado Hyundai i30 não recebeu apenas uma "nova face" e entre as novidades contam-se um reforço tecnológico, um novo motor e soluções mild-hybrid.

Depois de ter estado ausente do Salão de Genebra no ano passado, a Hyundai apostou forte na edição deste ano revelando por lá não só o novo i20 como o (muito) renovado Hyundai i30.

Começando pela estética, as principais novidades do Hyundai i30 surgem na dianteira. A grelha cresceu e ganhou um padrão 3D, o para-choques foi redesenhado, os faróis tornaram-se mais esguios e passaram a ter uma assinatura luminosa em LED em forma de “V” e, em opção, podem contar com tecnologia LED.

Já na traseira, a versão hatchback recebeu um para-choques redesenhado. Quanto aos farolins traseiros, estes recorrem à tecnologia LED para criar uma assinatura luminosa em “V”, refletindo a que encontramos na dianteira. Novas são também as jantes de 16” e 17”.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Hyundai Tucson 1.6 CRDi 48 V DCT N Line. Agora com vitamina N
Hyundai i30 N Line
Hyundai i30 N Line

Quanto ao interior, as mudanças foram mais discretas. A grande novidade consiste nos ecrãs de 7” e 10,25” que cumprem as funções, respetivamente, de painel de instrumentos e ecrã do (novo) sistema de infotainment. De resto, no interior do i30 encontramos grelhas de ventilação redesenhadas e novas cores.

Tecnologia em alta

Dotado dos “obrigatórios” Android Auto e Apple Car Play que, a partir do verão, vão poder ser emparelhados sem fios, o Hyundai i30 vai ainda contar com carregamento por indução do smartphone e, claro está, com a tecnologia Bluelink da Hyundai.

Esta oferece uma ampla gama de serviços de conetividade que permitem, por exemplo, localizar o carro, trancá-lo à distância ou receber relatórios acerca do estado do i30. Reservada para os clientes que comprarem o Hyundai i30 com sistema de navegação, está a subscrição gratuita por cinco anos do Bluelink e dos Hyundai LIVE Services.

VÊ TAMBÉM: Tração traseira e motor “atrás das costas”. Já conduzimos o Hyundai RM19
Hyundai i30
No interior as mudanças foram mais discretas.

Já ao nível dos sistemas de segurança e ajuda à condução, o renovado Hyundai i30 conta com uma versão atualizada do sistema de segurança Hyundai SmartSense.

Este incorpora sistemas como o “Lane Following Assist”, “Rear Collision-avoidance Assist”, “Leading vehicle Departure Alert” e o “Blind-Spot Collision-Avoidance Assist”. Já o Assistente anti-colisão frontal com travagem autónoma passou a ser capaz de detetar ciclistas, para além de peões.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Hyundai Kauai Hybrid. É esta a escolha ideal?

Os motores do Hyundai i30

Ao nível das motorizações o Hyundai i30 também traz novidades. Para começar, recebeu um novo motor a gasolina, o 1.5 T-GDi com 160 cv, que toma o lugar do anterior 1.4 T-GDI. Existe ainda uma versão atmosférica deste novo 1.5, com 110 cv.

Nessa variante de 110 cv surge associado a uma caixa manual de seis velocidades. Já na versão T-GDI de 160 cv este conta, de série com um sistema mild-hybrid de 48V e está disponível com caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades ou manual inteligente (iMT) de seis velocidades.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Hyundai i30 N Line. O que vale a “vitamina N”?

Ainda entre os motores a gasolina o i30 vai contar com o conhecido 1.0 T-GDi com 120 cv que, em opção, pode ser associado a um sistema mild-hybrid de 48 V. Este surge associado a uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades ou manual de seis velocidades, com a versão mild-hybrid conta a vir com a nova caixa manual inteligente de seis velocidades.

Por fim, a oferta Diesel é composta pelo 1.6 CRDi com 115 cv ou 136 cv. Na variante mais potente este passou a contar de série também com um sistema mild-hybrid de 48 V.

VÊ TAMBÉM: Testámos o renovado Hyundai Ioniq EV que promete mais autonomia, mas há mais novidades

Ao nível das transmissões, as versões Diesel contam com uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades ou manual de seis velocidades e, não há duas sem três, na versão mild-hybrid a caixa manual de seis velocidades é a inteligente (iMT)).

N Line

Tal como te tínhamos dito quando revelámos os teaser do renovado i30, a variante N Line passou a estar disponível em todas as carroçarias, ostentando uma grelha distinta, para-choques novos à frente e atrás (integram um novo difusor), e novas jantes de 17″ e 18”.

VÊ TAMBÉM: Uber e Hyundai juntas. Brevemente no céu da tua cidade?

A animar os i30 N Line estarão apenas disponíveis as motorizações mais potentes, ou seja, o 1.5 T-GDi e o 1.6 CRDi na versão de 136 cv, e não é só estilo, a Hyundai afirma que estes contam com melhoramentos ao nível da suspensão e direção.

Com estreia marcada para Genebra, o renovado Hyundai i30 ainda não tem data de lançamento prevista nem preços, no entanto, a Hyundai afirma que o i30 Wagon N Line chega durante verão de 2020, o que nos leva a crer que o lançamento da renovada gama vai ocorrer no início do segundo semestre.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançada a primeira geração do Hyundai Tucson?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o renovado Hyundai Tucson 1.6 CRDi. Quais os seus novos argumentos?

Mais artigos em Notícias