Salão de Genebra 2020

Agora é oficial. Hyundai revela (quase) tudo sobre o novo i20

Mais tecnologia, mais espaço e motorizações mild-hybrid. Tudo isto faz parte do "cartão de visita" do novo Hyundai i20 que será apresentado em Genebra.

Depois de na semana passada uma fuga de imagens ter revelado as formas do novo Hyundai i20, a marca sul-coreana decidiu quebrar o suspense e revelou os dados técnicos do seu novo utilitário que será apresentado publicamente no Salão de Genebra.

Segundo a Hyundai, o novo i20 é 24 mm mais baixo que o antecessor, 30 mm mais largo, 5 mm mais comprido e viu a distância entre eixos aumentar 10 mm. O resultado foi, de acordo com a marca sul-coreana, um incremento das cotas de habitabilidade traseira e um aumento de 25 litros da capacidade da bagageira (agora são 351 litros).

O interior do Hyundai i20

Por falar no interior do novo i20, os principais destaques são a possibilidade de ter dois ecrãs (painel de instrumentos e info-entretenimento) de 10,25” que surgem combinados visualmente. Quando não equipado com sistema de navegação, o ecrã central é mais pequeno, de 8″.

Por lá encontramos ainda luz ambiente e uma “lâmina” horizontal que atravessa o tablier e incorpora as colunas de ventilação.

VÊ TAMBÉM: Já testámos o novo Hyundai i10 em Portugal. Um segmento B em miniatura?
Hyundai i20

Tecnologia ao serviço do conforto…

Como seria de esperar, uma das principais apostas da Hyundai nesta nova geração do i20 passou por um reforço tecnológico. Para começar, passou a ser possível emparelhar os sistemas  Apple CarPlay e Android Auto, agora sem fios.

O Hyundai i20 passou também a contar com um carregador por indução na consola central, uma entrada USB destinada aos ocupantes traseiros e tornou-se no primeiro modelo da marca na Europa a contar com um sistema de som da Bose.

Por fim, o novo i20 surge ainda equipado com a tecnologia Bluelink da Hyundai, que oferece uma ampla gama de serviços de conectividade (como os Hyundai LIVE Services) e a possibilidade de controlar várias funcionalidades à distância através da app Bluelink, cujos serviços têm uma subscrição gratuita de cinco anos.

Hyundai i20 2020

Entre as funcionalidades oferecidas por esta app destacam-se as informações de trânsito em tempo real; a localização de radares, postos de combustíveis e parques de estacionamento (com os preços); a possibilidade de localizar o automóvel e de o trancar à distância, entre outras.

VÊ TAMBÉM: Tração traseira e motor “atrás das costas”. Já conduzimos o Hyundai RM19

… e da segurança

Para além da aposta ao nível da conetividade, a Hyundai reforçou também os argumento do novo i20 ao nível das tecnologias de segurança e ajuda à condução.

Equipado com o sistema de segurança Hyundai SmartSense, o i20 conta com sistemas como:

  • Cruise control adaptativo com base no sistema de navegação (antecipa as curvas e ajusta a velocidade);
  • Assistente anti-colisão frontal com travagem autónoma e deteção de peões e ciclistas;
  • Sistema de manutenção na faixa de rodagem;
  • Luzes de máximos automáticos;
  • Alerta de fadiga do condutor;
  • Sistema de estacionamento à retaguarda com assistência anti-colisão e alerta de tráfego na retaguarda;
  • Radar de ângulo morto;
  • Sistema de informação da velocidade máxima;
  • Alerta de arranque do veículo da frente.
Hyundai i20 2020

As motorizações

Por baixo do capot, o novo Hyundai i20 recorre a um par de motorizações já conhecido: o 1.2 MPi ou o 1.0 T-GDi. O primeiro apresenta-se com 84 cv e surge associado a uma caixa manual de cinco velocidades.

Já o 1.0 T-GDi apresenta-se com dois níveis de potência, 100 cv ou 120 cv, e pela primeira vez está disponível com um sistema mild-hybrid de 48 V (em opção na variante de 100 cv e de série na de 120 cv).

VÊ TAMBÉM: Testámos o renovado Hyundai Ioniq EV que promete mais autonomia, mas há mais novidades
Hyundai i20 2020

Segundo a Hyundai, este sistema permitiu reduzir entre 3 e 4% os consumos e as emissões de CO2. No que às transmissões diz respeito, quando equipado com o sistema mild-hybrid o 1.0 T-GDi surge acoplado a uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades ou a uma inédita caixa manual inteligente (iMT) de seis velocidades.

Como é que funciona esta caixa manual inteligente? Sempre que o condutor solta o pedal do acelerador, a caixa de velocidades é capaz de desacoplar automaticamente o motor da transmissão (sem ser necessário ao condutor pôr em ponto morto), permitindo assim, de acordo com a marca, uma maior economia. Por fim, na variante de 100 cv sem sistema mild-hybrid o 1.0 T-GDi surge acoplado a uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades ou manual de seis velocidades.

Hyundai i20 2020

O novo Hyundai i20 estará presente no Salão de Genebra no início de março. De momento ainda não foram avançadas datas para o início de comercialização em Portugal ou preços.

Nota: artigo atualizado a 26 de fevereiro com a adição de imagens do interior.

Sabes responder a esta?
Qual é a cilindrada do Hyundai Kauai Hybrid?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o Hyundai Kauai Hybrid. É esta a escolha ideal?

Mais artigos em Notícias