Arranque a Frio

Trocar a embraiagem do Ferrari F50 não é (nada) fácil

Se achas que os procedimentos mecânicos no teu carro são difíceis, então tens de ver o que é preciso fazer para trocar a embraiagem do Ferrari F50.

Se já tínhamos achado que mudar o óleo de modelos como o Toyota GR Supra, o Lamborghini Huracán ou o Bugatti Veyron já era uma tarefa complicada, o que dizer do procedimento necessário para trocar a embraiagem de um Ferrari F50?

O vídeo que te trazemos hoje foi partilhado na página de Instagram da Joe Macari Servicing, uma oficina oficial da marca do Cavallino Rampante em Londres há já dois anos mas mostra bem o quão difícil é trocar a embraiagem de um Ferrari F50.

É que para o fazer é preciso retirar toda a secção traseira do F50. E não, não estamos a falar de desmontar pára-choques ou guarda-lamas mas sim de retirar inclusive… o eixo traseiro!

Tudo isto é ainda mais impressionante se tivermos em linha de conta que, uma vez que o eixo e toda a secção traseira do F50 são separáveis da dianteira, parte da rigidez estrutural do modelo de Maranello está entregue a um conjunto de parafusos que unem a parte dianteira e traseira do carro.

VÊ TAMBÉM: Abarth passa a ser também nome de rua

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Ferrari 365 GT4 BB?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fomos enganados. Afinal BB em Ferrari 365 GT4 BB não significa Berlinetta Boxer

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos