Drag Race

Porsche 935 com slicks. O suficiente para bater o 720S Spider e o GT R Pro?

Será que o Mercedes-AMG GT R Pro e McLaren 720S Spider têm poder de fogo suficiente para bater o especial Porsche 935 numa drag race?

Uma drag race com uma pitada de… hardcore. Para desafiar o mais radical dos Mercedes-AMG GT, o GT R Pro, e o aparentemente intocável neste tipo de desafios McLaren 720S (aqui na versão Spider), encontramos o radical, limitado (apenas 77 unidades), muito caro (mais de 700 mil euros) e muito especial Porsche 935, uma recriação do lendário “Moby Dick”, a derradeira evolução do 935 original.

Ao contrário dos seus rivais de ocasião, o Porsche 935 não está homologado para andar na via pública — é um carro exclusivo para circuitos, mas… também não está homologado para participar em qualquer tipo de competição automóvel.

Se o 935 é puro carro de circuito, o 720S é o… puro carro de estrada, com o GT R a posicionar-se algures entre os dois.

VÊ TAMBÉM: Ouve o roncar do Porsche 935 neste vídeo
Porsche 935

O Mercedes-AMG GT R Pro é a versão mais radical do GT até agora. Apesar do aparato aerodinâmico, otimizado para circuito, está homologado para andar na via pública. Não temos dúvidas do seu potencial de performance, mas nesta companhia parece não ter poder de fogo suficiente. É o menos potente, com “apenas” 585 cv, e é o mais pesado por alguma margem, anunciando 1575 kg.

O McLaren 720S Spider é bem mais potente, o mais potente deste grupo, com 720 cv, e 107 kg mais leve que o GT R Pro, ficando-se pelos 1468 kg. São 50 kg a mais relativamente ao 720S coupé, culpa da capota rígida e elétrica do Spider. Mesmo assim, um valor contido que em pouco deverá afetar a performance balística do 720S Spider.

Será suficiente para destronar o Porsche 935?

Este último é baseado no Porsche 911 GT2 RS, herdando deste todo o hardware mecânico — estão lá os mesmos 700 cv e a PDK de sete velocidades, que os “encaminha” apenas e só para o eixo traseiro —, mas aerodinamicamente não podia ser mais distinto, ao apresentar uma carroçaria mais comprida e larga, complementada por uma asa traseira gigante.

É também mais leve (à volta de 100 kg) que o modelo original e o mais leve deste grupo, com apenas 1380 kg. Como se não fosse o suficiente, o 935 está equipado com slicks, fator de vantagem para o delicado momento de arranque.

Vitória certa do 935? Bem, o vídeo da Top Gear esclarece tudo. Destaque para a localização, com esta prova de arranque a ter acontecido por cá no circuito de Portimão, no Algarve.

Sabes responder a esta?
Qual destas características não são do Honda Integra Type R?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos