Antevisão

Tesla no Nürburgring. Recorde do Porsche Taycan em perigo ou há algo mais?

Internet "em brasa" com a ida de dois Tesla Model S ao Nürburgring. Será um "contra-ataque" ao recorde obtido pelo Porsche Taycan, ou é algo mais?

Elon Musk “picou-se” ou será que não? No final do mês passado, em antecipação ao lançamento do seu primeiro elétrico, a Porsche revelou o tempo alcançado pelo Taycan no “inferno verde”, o lendário circuito de Nürburgring.

O tempo alcançado de 7min42s é respeitável — apesar das quatro rodas motrizes e dos 761 cv e 1050 Nm, sempre são 2370 kg (EU) em movimento!

Após a apresentação oficial do Porsche Taycan, onde também estivemos presentes em Neuhardenberg, perto de Berlim, não tardou muito para Elon Musk reagir à nova proposta da Porsche, a indicar que o Model S estaria em Nürburgring na semana seguinte:

 

VÊ TAMBÉM: Porsche Taycan em vídeo. Estivemos com o primeiro 100% elétrico da Porsche

Dito e feito. A Tesla está efetivamente no circuito de Nürburgring, tendo também reservado um lugar para os dias dedicados à indústria, período onde a pista é encerrada para que os construtores possam testar os seus futuros produtos… mas não medir tempos por volta. Nestes dias é possível de encontrar lá um pouco de tudo — até o novo Defender esteve em testes no Nürburgring.

Mas desafiar a Porsche no seu “pátio das traseiras”? A Porsche é presença constante no circuito alemão, não só para testar os seus modelos, como estabelece tempos com os seus modelos mais desportivos que acabam por se tornar as referências para todos os outros — experiência não lhe falta…

Com o novo Taycan não é diferente. Se retirarmos o recorde absoluto do protótipo de competição ID.R da Volkswagen, e o do raro superdesportivo chinês NIO EP9, a Porsche reclama para si o título de ter o elétrico de quatro portas mais rápido no “inferno verde”, e é esse que, achamos, interessa à Tesla.

Porsche Taycan
Taycan a caminho de um recorde.

Não é fácil obter tempos canhão no Nürburgring — lembram-se desta história entre o 911 GT3 RS e Corvette ZR1? —, e certamente não seria de esperar que a Tesla simplesmente chegasse lá com um Model S e batesse o tempo do novo Taycan — bem vimos as dificuldades do Model S em circuito em preparação para o (adiado) campeonato E-GT, sobreaquecendo ao fim de uma volta e meia.

Um tweet posterior de Elon Musk acabou por pôr um pouco de água na fervura, referindo que não esperem um tempo por volta nesta semana de testes, indicando que precisam de “afinar” o Model S para circular depressa e de forma segura no “inferno verde”, sobretudo pela secção Flugplatz (aeródromo):

Afinal, o que foi a Tesla fazer a Nürburgring?

Se não há volta rápida a ser medida, afinal o que foram lá fazer? É que não levaram um, mas sim dois Tesla Model S. Um deles, não parece ser mais que um Tesla Model S regular de cor cinzenta, mas com alguns detalhes distintos, como por exemplo, um spoiler traseiro de maiores dimensões. Vejam o vídeo do canal Automotive Mike:

Mas não é esse Tesla Model S que está a captar as atenções, mas sim o outro protótipo de cor vermelha:

Tesla Model S "Plaid"

Como podem observar, este protótipo difere bem mais dos Model S “regulares”. Podemos ver alargamentos nas rodas, um spoiler traseiro mais pronunciado, jantes distintas envolvidas em pneus Michelin de alta performance, e em imagens mais detalhadas, até é possível ver discos de travão em carbono-cerâmica (segundo a Car and Driver).

Existe um outro detalhe que denuncia este Model S como algo mais do que apenas um “especial de corrida”. Na traseira encontramos a designação P100+, versão desconhecida dos Model S atuais — e não foram recentemente rebatizados de Performance?

Afinal do que se trata? Ao que tudo indica este Model S “artilhado” é a nova variante de alta performance do elétrico, conhecida, para já, como Model S “Plaid” (tecido axadrezado). Nome estranho? Tal como o termo Ludicrous, Plaid é uma referência ao filme Space Balls, uma sátira à Guerra das Estrelas — no filme Plaid é ainda mais rápido que Ludicrous…

E para conseguir ser ainda mais rápido que um Model S Ludicrous Performance, o rei das drag races, o Model S “Plaid” vem munido com três motores elétricos, ao invés de dois. Mas para bater um recorde no Nürburgring, ou qualquer outro circuito, não basta andar em frente, é preciso curvar, travar e de preferência, apresentar alguma sustentação negativa.

E sem esquecer a sempre sensível questão da gestão térmica das baterias, precisamente onde a Porsche investiu fortemente, permitindo ao Taycan oferecer de forma prolongada prestações elevadas — característica inerente a qualquer Porsche, independentemente do grupo motriz.

Temática que não deve ter escapado aos engenheiros da Tesla durante o desenvolvimento do “Plaid”. Para demonstrar o potencial da nova máquina, a Tesla divulgou recentemente que alcançou a volta mais rápida no circuito de Laguna Seca, nos Estados Unidos da América.

O protótipo conseguiu um tempo de 1min36,6s, batendo o anterior tempo de 1min37,5s alcançado pelo Jaguar XE SV Project 8. A prova? Vejam o vídeo da Tesla:

Certamente que se houver um Tesla Model S com possibilidade de perseguir o recorde do novo Porsche Taycan, terá de ser este Model S “Plaid”. Quando é que veremos este modelo ser revelado? Não sabemos.

Como também não sabemos se e quando a Tesla tentará bater o recorde do Porsche Taycan, apesar de haver algumas informações que avançam com a data próxima de 21 de setembro.

Lançar uma versão “hardcore” do Model S com um recorde no “inferno verde” a acompanhá-la, seria a cereja em cima do bolo, não acham?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos