Leilão

Bentley 8-Litre Tourer de 1931 foi a estrela do leilão da Coleção Sáragga

No primeiro leilão da RM Sotheby’s realizado em Portugal, a maior estrela foi um Bentley 8-Litre Tourer de 1931 que foi leiloado por 680 mil euros.

Depois de há uns meses ter sido anunciado, hoje chega a hora de te dar a conhecer os resultados do primeiro leilão da RM Sotheby’s realizado em Portugal e no qual foram leiloados 124 automóveis, todos eles pertencentes à mesma coleção: a Coleção Sáragga.

Iniciada há mais de 30 anos, a muito eclética (e vasta) coleção de Ricardo Sáragga reunia modelos de marcas como a Porsche, a Mercedes-Benz, um exemplar do bem nacional Sado 550 e vários modelos pré-Guerra, clássicos norte-americanos e até um humilde Fiat Panda Cross.

Comum a todos os exemplares que foram leiloados no passado dia 21 de setembro perto da Comporta, são excelentes condições em que se encontravam, prontos a serem conduzidos, sendo que a grande maioria se apresentou com matrícula nacional.

VÊ TAMBÉM: Será este extra do McLaren Senna o mais excêntrico de sempre?
Coleção Sáragga

Os recordistas do leilão da Coleção Sáragga

Os 124 carros leiloados pela RM Sotheby’s geraram em apenas oito horas de licitações cerca de 10 milhões de euros (10,191,425 de euros para sermos mais precisos), sendo que o primeiro evento da conceituada leiloeira em solo nacional reuniu licitadores de 38 países, sendo que destes, 52% correspondiam a novos licitadores.

Entre os modelos leiloados, a maior estrela foi, sem dúvida, um Bentley 8-Litre Tourer de 1931, o recordista do leilão tendo sido arrebatado por 680 mil euros.Atrás dele no que ao valor de licitação diz respeito surge um dos carros que mais atenções captou nos meses que antecederam o leilão, um vistoso (mais que não seja pela cor) Porsche 911 Carrera RS 2.7 Touring.

VÊ TAMBÉM: Porque é que a Ferrari e a Porsche têm um cavalo rampante no logótipo?
Coleção Sáragga
O segundo carro mais caro no leilão realizado perto da Comporta foi este Porsche 911 Carrera RS 2.7 Touring.

Vendido por 602 375 euros, este exemplar nasceu em 1973 e não só conta com um historial completo como foi alvo de um minuncioso restauro que o devolveu ao estado original. Ainda no universo Porsche, destacaram-se um 911 Carrera RS de 1992 (vendido por 241 250 euros), um 911 GT3 RS de 2010 que rendeu perto de 175 mil euros e ainda um 356 B Roadster que viu a licitação vencedora fixar-se nos 151 800 euros.

VÊ TAMBÉM: Porque é que tantos Aston Martin têm nomes começados por ‘V’?
Coleção Sáragga

As raridades do leilão

Como bem sabes, a Coleção Sáragga integrava algumas raridades do mundo automóvel. Entre estas, contava-se um Delahaye 135M Cabriolet by Chapron de 1939 (vendido por 331 250 euros) ou um WD Denzel 1300 de 1955 e do qual se estima que só existam 30 unidades, leiloado por 314 375 euros.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te deste? Porsche 911 GT3, o alvo a abater
Leilão Sáragga
O leilão contou com licitadores de 38 países. Peter Ward © 2019 cortesia da RM Sotheby’s

Outras raridades que por lá marcaram presença foram, por exemplo, um Mercedes-Benz 600 Sedan de 1966 dotado de um tejadilho em vidro feito pelo carroçador parisiense Henri Chapron e que foi leiloado por 342 500 euros e, claro está, o pequeno Sado 550 que viu a sua licitação subir até aos 6900 euros.

VÊ TAMBÉM: Estes são os 5 Porsche mais caros de sempre

Entre os 124 modelos vendidos destaque ainda para um Lancia Aurelia B24S Convertible de 1956 (vendido por 231 125 euros), um Alpine-Renault A110 1300 de 1972 que veio a ser leiloado por 195 500 euros ou um raro (e bastante antigo) Amilcar CGS de 1925 cuja licitação mais alta se ficou pelos 100 050 euros.


ERRATA: Na versão original deste artigo a Razão Automóvel recorreu a uma imagem de um exemplar do modelo Sado 550, que não correspondia ao modelo transacionado no leilão da Coleção Sáragga. Por esse motivo, retirámos a imagem do artigo.

Ao Sr. Teófilo Santos, principal visado deste erro e legítimo proprietário do modelo representado na imagem — que, reforçamos, não correspondia ao modelo transacionado no leilão da Coleção Sáragga — resta-nos apresentar publicamente o nosso mais sincero pedido de desculpas. Um pedido de desculpas que estendemos a todos os nossos leitores.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi apresentado o Opel Calibra?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Opel Calibra, esculpido pelo vento

Mais artigos em Notícias