Teaser

O interior do novo Volkswagen Golf quase não tem botões

A Volkswagen revelou os primeiros esboços do novo Golf. Para além disso a marca alemã revelou alguns detalhes acerca do sistema mild-hybrid do seu compacto.

Aos poucos, o secretismo à volta da oitava geração do Volkswagen Golf vai-se dissipando. Agora foi altura de a marca alemã revelar os primeiros esboços do interior e do exterior da nova geração do seu best-seller e a verdade é que estes vêm confirmar aquilo que já vimos em algumas fotos-espia.

No exterior, confirma-se a tradicional “evolução na continuidade” como revela o esboço. Ainda assente na MQB, as maiores diferenças podem ser observadas na frente, com uma curvatura mais acentuada do capot em direção às óticas, com estas também a assumirem contornos específicos, mais recortados.

Já pelo que podemos ver do esboço do interior, confirma-se uma enorme evolução tecnológica, verificando-se o desaparecimento da maioria dos comandos físicos, que é como quem diz, botões — uma tendência cada vez mais expressiva nos interiores dos automóveis.

VÊ TAMBÉM: Novo Renault Clio. Estivemos no interior da quinta geração
Volkswagen Golf exterior
Apesar de ser apenas um esboço, é fácil perceber que a nova geração do Golf mantém o “ar de família”.

No seu lugar, e em destaque, vemos a aparente fusão do ecrã tátil do sistema de info-entretenimento com o painel de instrumentos digital Virtual Cockpit, numa solução similar ao Innovision Cockpit já vista no Volkswagen Touareg.

Já o volante apresenta muitas semelhanças ao do T-Cross, enquanto as saídas de ventilação passam a surgir numa zona mais baixa do tablier.

Sistema mild-hybrid veio para ficar

Apesar de a Volkswagen já ter admitido que a oitava geração do Golf não irá abdicar das motorizações Diesel, haverá uma forte aposta por parte da marca alemã na eletrificação do seu best-seller.

Para isso, conta com um sistema mild-hybrid de 48 V que deverá apenas estar disponível inicialmente com os motores 1.0 TSI e 1.5 TSI Evo a gasolina e com a caixa DSG de dupla embraiagem. Posteriormente, a Volkswagen conta alargar a oferta mild-hybrid ao resto da gama Golf.

O sistema mild-hybrid usado pelo Golf vai recorrer a um motor gerador de 48 V ligado por correia à cambota do motor de combustão, que não só é capaz de recuperar energia da travagem (transmitida depois a uma bateria de iões de lítio de 48 V) como permite um aumento momentâneo do binário providenciado pelo motor elétrico.

No futuro Golf, o sistema mild-hybrid terá também uma função FMA (Freewheel, Motor Off ou “roda livre” com motor desligado), onde o motor é desligado mal o condutor retire o pé do acelerador. O motor volta à vida quando voltamos a pressionar o acelerador, com o mínimo de vibrações, garante a Volkswagen.

Tudo isto permitirá que os consumos desçam em até 0,4 l/100km conforme o estilo de condução.

Como já noticiámos anteriormente, o lançamento da oitava geração do Volkswagen Golf foi adiado para os primeiros meses de 2020, mas tudo aponta para que seja revelado ainda antes do final do corrente ano.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Opel Grandland X Hybrid4?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Grandland X Hybrid4. SUV híbrido plug-in é o mais potente dos Opel à venda

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos