Segurança

ESF 2019. O futuro da segurança automóvel segundo a Mercedes-Benz

Baseado no GLE, o ESF 2019 é o mais recente protótipo de uma longa linhagem de modelos destinados a desenvolver os sistemas de segurança da Mercedes-Benz.

Dando continuidade a uma já (muito) longa tradição de protótipos destinados a testar e desenvolver novos sistemas de segurança, o Mercedes-Benz ESF 2019 é a mais recente montra tecnológica do trabalho desenvolvida pela marca no âmbito da segurança.

Baseado numa versão híbrida (ainda) inexistente do GLE, o protótipo da Mercedes-Benz é capaz de se conduzir de forma semi-autónoma. De acordo com a marca alemã, o ESF 2019 incorpora tanto tecnologia “próxima da produção em série”, como sistemas que deixam antever o que virá num futuro um pouco mais longínquo.

No exterior, o Mercedes-Benz ESF 2019 apresenta-se com uma série de superfícies digitais incorporadas na grelha, vidro traseiro e tejadilho. Estas são capazes não só de indicar em que direção o ESF 2019  se vai deslocar como transmitem informações e até avisos aos peões e outros utentes da estrada, tudo para aumentar o nível de confiança em relação aos veículos autónomos.

VÊ TAMBÉM: Dois Ford Fiesta. Um crash test. 20 anos de evolução na segurança automóvel
Mercedes-Benz ESF 2019

Condução autónoma “abre novas portas”

Apesar de já estarem bem presentes no exterior, é no interior do ESF 2019 que os desenvolvimentos ao nível da segurança alcançados pela Mercedes-Benz mais se destacam. Para começar, quando o ESF 2019 circula em modo semi-autónomo, tanto os pedais como o volante se retraem, minimizando danos em caso de acidente.

Ao mesmo tempo, a marca alemã decidiu explorar novas localizações para airbags (e novas dimensões), algo que foi conseguido, segundo Rodolfo Schöneburg, chefe de segurança de veículos da Mercedes-Benz, “tendo em consideração a maior flexibilidade interior oferecida pelos veículos autónomos”.

Ainda no interior, destaque para a colocação de uma nova luz colocada na pala para-sol do condutor. Esta foi desenvolvida em resposta a estudos que indicam que uma fonte de luz suave pode melhorar significativamente os níveis de atenção e concentração do condutor em viagens longas.

VÊ TAMBÉM: Conduzir de chinelos. É proibido ou não? O fim da dúvida

Ação preventiva é a chave

Grande parte dos sistemas de segurança demonstrados no ESF 2019 têm como objetivo não só prevenir acidentes como antecipar em alguns segundos a resposta dos vários mecanismos de segurança, aumentando assim a sua eficácia. Entre estes, destacam-se diversos sistemas que partilham todos algo em comum: o nome “Pre Safe”.

VÊ TAMBÉM: Transporte de crianças: casacos de inverno podem ser perigosos
Mercedes-Benz ESF 2019
De todas as novidades presentes no ESF 2019, o “Digital Light”, uma fonte de luz com uma resolução superior a dois milhões de pixels é a que parece mais próxima da produção, devendo surgir no próximo Classe S.

O primeiro deles todos destina-se à proteção de crianças. Designado Pre Safe Child, este sistema conta com uma cadeirinha capaz de monitorizar os sinais vitais do ocupante e, em caso de acidente, não só pré-tensiona o cinto de segurança como conta com uma série de sistemas de proteção de impacto à volta da cadeirinha.

VÊ TAMBÉM: Euro NCAP. Estes são os carros mais seguros de 2018
Mercedes-Benz ESF 2019
A cadeirinha do sistema Pre Safe Child é capaz de monitorizar os sinais vitais da criança.

Já o Pre-Safe Curve, resulta de uma atualização do já existente sistema de tensores dos cintos de segurança (o Pre-Safe). O Pre-Safe Curve avisa o condutor caso a velocidade de aproximação a uma curva seja demasiado elevada. Para o fazer, aplica uma ligeira pressão no cinto de segurança.

VÊ TAMBÉM: Os sistemas de condução automatizada são seguros? A Euro NCAP responde
Mercedes-Benz ESF 2019
O ESF 2019 conta com um “robot” na parte inferior da traseira que carrega o triângulo até à distância regulamentar, evitando que o condutor tenha de sair do carro. Para além disso, conta ainda com um triângulo auxiliar no tejadilho.

Por fim, o Pre Safe Impulse Rear visa evitar (ou minimizar) os embates por trás. Para o fazer, o Pre Safe Impulse Rear monitoriza os veículos que se aproximam pela retaguarda. Caso detete um impacto iminente, o sistema faz avançar o automóvel evitando o embate e dando tempo (ou distância) ao veículo atrás para parar.

Mercedes-Benz ESF 2019
Foram já muitas as tecnologias passadas dos protótipos do projeto ESF para os modelos de produção.

O mais provável é que, tal como aconteceu com o airbag do cinto de segurança traseiro e os máximos automáticos (revelados no ESF 2009), as tecnologias presentes no ESF 2019 cheguem aos modelos da Mercedes-Benz num futuro próximo.

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro automóvel de produção a poder ser equipado com ABS?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Foi há 40 anos que o ABS chegou a um automóvel de produção

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos