Exposição no Museu de Ingolstadt

Audi mostra as diversas formas do alumínio desde 1923

Se queres saber mais sobre construção em alumínio, é a altura: a Audi tem uma exposição sobre o tema, onde não falta sequer um Avus Quattro de 1991.

Fabricante automóvel com uma já longa tradição na construção em alumínio, a qual remonta inclusivamente aos seus primeiros anos de existência, com o Type K de 1923 e o motor de 3.6 litros com bloco de quatro cilindros em alumínio, a Audi recorda agora, através de uma exposição no seu museu em Ingolstadt, todo o percurso feito ao longo destas décadas, neste domínio.

Audi Type K 1923
O Type K de 1923 foi o primeiro Audi com carroçaria em alumínio

Em exibição até dia 4 de março de 2018, esta invulgar exposição conta, entre outras peças, com um raro e espetacular Avus Quattro, protótipo apresentado no Salão de Tóquio de 1991, que, com os seus apenas 1250 kg de peso e um não menos impressionante bloco W12 6.0 litros, a enviar 502 cv de potência às quatro rodas, era, à altura, um verdadeiro foguetão sobre rodas!

RELACIONADO: E-Tron GT. O Mission E da Audi chega em 2022

A confirmar tais atributos, os 3,0 segundos que anunciava na aceleração dos 0 aos 100 km/h, e a velocidade máxima prometida de 338 km/h.

Do alumínio do ASF Concept ao supermini A2

O Avus nunca deu origem a um modelo de produção, mas foi a primeira vez que um modelo da marca dos anéis recorreu ao Audi Space Frame (ASF), o nome dado ao tipo de estrutura em alumínio, que consistia, maioritariamente, em extrusões de alumínio. Essa solução seria novamente aplicada em 1993. O novo protótipo, denominado precisamente ASF Concept, não era mais do que a primeira geração do A8, que se tornaria no primeiro modelo de produção totalmente em alumínio por parte da Audi.

Um processo que, ainda assim, levou 11 anos e 40 patentes a materializar-se numa carroçaria pronta para produção.

Audi ASF 1993
O Audi ASF de 1993 foi o estudo que deu origem ao primeiro A8

Mais recente, o não menos famoso “supermini” Audi A2, surgido em 2002, que, graças à sua estrutura em alumínio, pesava, na sua configuração mais leve, não mais que 895 kg. Peso que, contudo, não foi suficiente para transformar o modelo num sucesso, o qual acabou mesmo por desaparecer na segunda metade de 2005. Até hoje, o A2 não conheceu ainda qualquer sucessor direto, apesar dos sucessivos rumores nesse sentido.

Em exibição só até 4 de março

Finalmente e não menos importante, um showcar R8 5.2 FSI Quattro, datado de 2009, e que, sem qualquer pintura, mostra todas as suas formas, através da imagem única do alumínio.

Audi R8 5.2 FSI
O showcar Audi R8 5.2 FSI Quattro é um dos exemplares mais recentes em exibição

Seja qual for o modelo ou formas que desejes observar in loco, o melhor mesmo é não deixares para muito tarde a visita a esta importante exposição. É que — recordamo-lo — as portas fecham dentro de menos de três meses, a 4 de março.

Sabes responder a esta?
Qual a percentagem de componentes que o Audi R8 LMS GT4 partilha com o carro de estrada?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Novo R8 LMS GT4. As primeiras 12 unidades já foram entregues

Mais artigos em Notícias