Fórmula 1

No principado do Mónaco a Mercedes vai continuar a reinar?

Este ano, o campeonato do mundo de Fórmula 1 ainda não conheceu outro vencedor que não a Mercedes. Será que o GP do Mónaco nos vai trazer novidades?

Até agora, o campeonato do mundo de Fórmula 1 tem tido um denominador comum: 20 carros em pista e no final, a Mercedes-Petronas conquista os dois primeiros lugares. Agora, chegada a sexta prova do campeonato o “circo” viaja até ao principado do Mónaco e a questão que se coloca é simples: será que alguma equipa vai conseguir interromper o reinado da Mercedes?

A dar força a essa possibilidade encontramos… a estatística. Desde que as regras relativas à aerodinâmica mudaram em 2017, a Mercedes não consegue vencer no Mónaco com as duas últimas edições da prova monegasca a terem sido conquistadas pela Ferrari e Red-Bull.

No entanto, numa altura em que já se realizaram as primeiras sessões de treinos, ao que parece a “seca” da Mercedes por terras monegascas pode estar prestes a acabar. É que nas duas sessões de treinos já realizadas a principal concorrência (Ferrari e Red-Bull) mostraram estar bem atrás dos alemães.

O circuito do Monáco

Prova normalmente marcada pelo glamour (este ano até Cristiano Ronaldo decidiu visitar o paddock), o GP do Mónaco disputa-se nas estreitas ruas de Monte-Carlo, sendo o mais antigo circuito urbano do calendário e uma das mais icónicas provas de Fórmula 1.

Disputado num circuito com 3,337 km de comprimento, 19 curvas e que é percorrido ao longo de 78 voltas, esta é a 67ª edição do GP do Mónaco. Ao longo desses 67 anos GP’s foram 34 os pilotos que subiram ao lugar mais alto do pódio, 36 os que conseguiram a pole-position sendo que, por 29 vezes o piloto que partiu do primeiro lugar venceu a prova.

Em relação aos pilotos mais bem sucedidos no GP do Mónaco, Ayrton Senna continua intocável, com seis vitórias, seguido de Michael Schumacher e Graham Hill (cada um com cinco vitórias). Já a equipa mais bem sucedida no principado é a McLaren, com um total de 15 vitórias que a colocam bem longe das 8 da Ferrari.

O que esperar?

Os prognósticos, para já, apontam para um domínio da Mercedes, com a Ferrari e a Red-Bull a disputarem o lugar de “melhor dos restantes” e à espreita de um qualquer azar que possa afetar a equipa alemã e permitir-lhes quebrar a hegemonia que já se estende há cinco provas consecutivas.

VÊ TAMBÉM: Este 190 E 2.3-16 Cosworth à venda recorda-nos porque gostamos de especiais de homologação

Já no restante pelotão, e também à espreita de deslizes dos “três grandes”, parecem mais bem posicionadas a Alfa Romeo (onde Kimi Räikkönen alcança os 300 GP’s disputados) e a Haas, com ambas a terem colocado carros no Top-10 nos treinos.

Será também curioso ver o desempenho da Renault, em particular, de Daniel Ricciardo que não só venceu a prova no ano passado como alcançou um novo recorde de tempo por volta, com um tempo de 1min10,810s.

O GP do Mónaco tem começo marcado para as 14h00 (hora de Portugal continental) de domingo, sendo que para amanhã à tarde, a partir das 14h10 (hora de Portugal continental) está marcada a qualificação.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Aston Martin Vantage AMR?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Aston Martin Vantage AMR estreia uma… caixa manual de sete velocidades

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos