Apresentação

Jaguar XE renovado por fora e por dentro. Todos os detalhes

Focada em perseguir os modelos alemães, a Jaguar renovou o XE e ofereceu-lhe um novo visual e mais tecnologia. O modelo britânico já tem preços para Portugal.

Lançado em 2015, o Jaguar XE recebeu agora uma atualização de “meia-idade” com a qual a marca britânica reforçou os argumentos da sua mais pequena berlina. Para além das típicas alterações estéticas, o XE viu também os seus argumentos tecnológicos reforçados.

No exterior, o objetivo passou por oferecer ao XE um visual mais dinâmico. Na dianteira destaque para a adoção de novos e mais esguios faróis LED (com uma assinatura luminosa em “J”), para a nova grelha (inspirada na do I-PACE) e para o novo pára-choques que recebeu novas tomadas de ar de maiores dimensões.

Já na traseira, destacam-se os novos faróis LED e o pára-choques redesenhado com um novo painel inferior. Ainda no exterior, destaque para o facto de todas as versões passarem a contar, no mínimo, com jantes de 18”, estando ainda disponível uma versão R-Design que realça ainda mais o visual desportivo que a Jaguar tentou incutir ao XE.

VÊ TAMBÉM: TVR de volta! Tudo sobre o TVR Griffith, o primeiro de uma nova era
Jaguar XE

Por dentro as mudanças são maiores

Se no exterior as mudanças são discretas, o mesmo não aconteceu no interior. O XE recebeu painéis de portas redesenhados, um novo volante (idêntico ao do I-PACE), um novo seletor da caixa de velocidades (o comando rotativo deu lugar ao Jaguar SportShift do F-Type) para além de novos materiais.

No entanto, a principal novidade no interior do renovado XE consiste no sistema de infotainment Touch Pro Duo usado no I-PACE. Este conta com um ecrã de 10” e combina dois ecrãs táteis, sensores capacitivos e controlos físicos para controlar as funções principais do veículo. Já o ecrã interativo do condutor mede 12,3”.

VÊ TAMBÉM: Ao volante da nova Kia Proceed. A “shooting brake” está de volta

Ainda no interior, destaque para a adoção dos comandos Jaguar Drive Control usados no F-Type e para o espelho retrovisor ClearSight sem moldura (uma estreia no segmento).

VÊ TAMBÉM: EVO. Renovação do Lamborghini Huracán chega ao Spyder

Motorizações para (quase) todos os gostos

Como não podia deixar de ser quando falamos acerca de um Jaguar, a dinâmica não foi esquecida, com o XE a dispor de quatro modos de utilização que alteram a direção, a resposta do acelerador e da caixa de velocidades: “Comfort”, “Eco”, “Rain Ice Snow” e “Dynamic”.

VÊ TAMBÉM: Todas as sensações ao volante da BESTA de Warwickshire (c/vídeo)

Ao nível das motorizações, o Jaguar XE oferece duas motorizações a gasolina e uma Diesel, todas elas com quatro cilindros em linha — o V6 deixou de estar disponível —, 2.0 l e associadas à caixa automática de oito velocidades da ZF.

Motor Tração Potência Binário Consumos* Emissões*
Ingenium D180 (Diesel) Traseira 180 cv 430 Nm 4,9 l/100km 130 g/km
Ingenium D180 (Diesel) Integral 180 cv 430 Nm 5,2 l/100km 138 g/km
Ingenium P250 (Gasolina) Traseira 250 cv 365 Nm 7,0 l/100km 159 g/km
Ingenium P300 (Gasolina) Integral 300 cv 400 Nm 7,3 l/100km 167 g/km

*valores WLTP convertidos para NEDC2

Já disponível para encomenda na rede de concessionários da marca britânica, os preços do renovado Jaguar XE começam nos 52 613 euros.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que a Rover fechou portas?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A Rover nunca produziu um 75 coupé mas houve quem o fizesse

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos