Apresentação

Ford prepara eletrificação com Fiesta e Focus EcoBoost Hybrid

A Ford quer eletrificar a sua gama e desde o Fiesta EcoBoost Hybrid e do Focus EcoBoost Hybrid até versões mild-hybrid da Transit, novidades não vão faltar.

O evento “Go Further” da Ford marcado para 2 de abril em Amesterdão foi o palco escolhido pela marca da oval azul para dar a conhecer a sua estratégia de eletrificação. Entre as muitas novidades que a Ford ali irá revelar encontram-se as versões EcoBoost Hybrid dos modelos Fiesta e Focus que se vêm inserir na nova gama de propostas Ford Hybrid.

Com chegada prevista para o próximo ano, tanto o Fiesta EcoBoost Hybrid como o Focus EcoBoost Hybrid são, de acordo com Steven Armstrong, Vice-Presidente do Grupo Ford, “exemplos do empenho da Ford para com a oferta, aos nossos clientes, de novos veículos, mais amigos d o ambiente e sustentáveis, dotados de sofisticadas tecnologias”.

Tanto o Fiesta EcoBoost Hybrid como o Focus EcoBoost Hybrid vão contar com um sistema mild-hybrid (semi-híbrido) desenvolvido com o objetivo de melhorar a eficiência e a poupança de combustível.

VÊ TAMBÉM: Um carro elétrico polui menos, mesmo com eletricidade gerada a partir de carvão

Apesar do foco na economia, Armstrong referiu que ambos os modelos se mantêm fiéis à “filosofia fun to drive da Ford”.

Ford Fiesta
A partir do próximo ano o Ford Fiesta vai contar com uma versão mild-hybrid.

A técnica por detrás do Fiesta EcoBoost Hybrid e Focus EcoBoost Hybrid

O Fiesta EcoBoost Hybrid e o Focus EcoBoost Hybrid surgem associados a um sistema integrado de arranque/gerador por correia (BISG) que vem substituir o alternador. Isto permite recuperar a energia gerada durante a travagem ou em descidas inclinadas que vai depois recarregar uma bateria de iões de lítio de 48 V, arrefecida a ar.

O BISG é ainda responsável pelos sistemas elétricos auxiliares do veículo e fornece assistência elétrica ao motor de combustão interna 1.0 EcoBoost, tanto em condução normal como em aceleração.

Também permitiu aos engenheiros da Ford extrair mais potência do 1.0 EcoBoost, recorrendo a um turbo de maiores dimensões, já que o auxílio do BISG permite atenuar o lag do turbocompressor.

VÊ TAMBÉM: Ao volante do Ford Mondeo Titanium Hybrid. No caminho certo
Ford Transit
Para além do Focus e do Fiesta, também a Transit vai receber um sistema mild-hybrid.

Para além do Fiesta e do Focus, também a Transit, Transit Custon e Tourneo Custom receberam soluções mild-hybrid, tendo estas chegada prevista para o o final de 2019. Quando chegarem ao mercado, as novas soluções mild-hybrid da Ford vão juntar-se à Mondeo Hybrid Wagon, a versão full-hybrid  da carrinha de segmento D recentemente renovada.

Quanto aos consumos e emissões, a Ford avançou com estimativas, dado que ainda carecem da certificação final. Os valores divulgados pela Ford foram conseguidos de acordo com o ciclo WLTP, mas reconvertidos ao anterior NEDC (NEDC2 ou NEDC correlacionado).

  • Fiesta EcoBoost Hybrid: a partir de 112 g/km de CO2 e de 4,9 l/100 km
  • Focus EcoBoost Hybrid: a partir de 106 g/km de CO2 e de 4,7 l/100 km
  • Transit EcoBlue Hybrid: a partir de 144 g/km de CO2 e de 7,6 l/100 km
  • Transit Custom EcoBlue Hybrid: a partir de 139 g/km de CO2 e de 6,7 l/100 km
  • Tourneo Custom EcoBlue Hybrid: a partir de 137 g/km de CO2 e de 7,0 l/100 km

Com início marcado para as 15h15 de Portugal continental, vai ser possível assistir em direto ao evento “Go Further” no dia 2 de abril através do site www.gofurtherlive.com.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do novo Ford Focus ST?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Novo Ford Focus ST ganha motor do Focus RS, mas não todos os cavalos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos