Salão de Detroit 2019

Este é o STI S209, só não lhe chamem Subaru

Parece um Subaru WRX STI, mas as modificações foram tantas que teve de se passar a chamar STI S209. Infelizmente, não vem para a Europa.

A presença da Subaru no Salão de Detroit deste ano tem uma característica curiosa. É que a grande estrela da marca no salão norte-americano apesar de parecer um Subaru WRX STI dá pelo nome STI S209 e é o primeiro modelo da série “S-Line” da Subaru a ser vendido fora do Japão, estando 200 unidades destinadas ao mercado norte-americano.

A razão pela qual o Subaru WRX STI mudou de nome nesta versão hardcore é simples. O trabalho feito pela STI (Subaru Tecnica Internacional) para criar o S209 foi de tal forma profundo que a marca decidiu homologá-lo nos Estados Unidos como STI em vez de Subaru.

Em relação ao Subaru WRX STI que lhe serve de base o STI S209 é mais largo (43,2 mm) e conta com uma maior largura de vias (mais 15,2 mm). Passou ainda a calçar umas jantes de 19″ da BBS e recebeu amortecedores da Bilstein, molas mais rígidas e uma barra estabilizadora de 20 mm na traseira. Já a travagem ficou a cargo de travões Brembo (de seis pistões nos discos dianteiros e dois nos traseiros).

VÊ TAMBÉM: O 426 Hemi está de regresso e trouxe um Dodge Charger com ele
STI S209
O STI S209 recebeu um difusor traseiro, um spoiler (em fibra de carbono) e um “splitter” dianteiro. Para além disso o S209 também recebeu um tejadilho em fibra de carbono e um novo escape.

O motor do STI S209

O maior ponto de interesse do STI S209 é mesmo o motor. Uma evolução do EJ25, originalmente lançado em 1996, este 2.5 l boxer turbo recebeu várias melhorias que o fizeram passar a debitar cerca de 345 cv (ainda não há dados oficiais). Estes números fazem dele um dos Subaru (desculpem, STI) mais potentes de sempre, ficando apenas atrás do Cosworth Impreza STi CS400 que tinha… 400 cv e do qual só foram produzidas 75 unidades.

Para alcançar um aumento de potência de cerca de 45 cv (no WRX STI este motor debita cerca de 300 cv) a STI substituiu o turbo original por da HKS com uma maior turbina e compressor que permite um boost máximo de 18 psi em vez dos originais 16,2 psi.

STI S209
Não, não estás a ver mal. O STI S209 recorre mesmo a uma caixa manual de seis velocidades.

Para além disso o motor recebeu ainda pistões forjados, injetores mais largos e… injeção de água — não na câmara de combustão, como no BMW M4, mas sim sobre o intercooler, para baixar a temperatura, de modo manual, via patilha no volante.

Associada a este motor surge uma… caixa manual de seis velocidades sendo que para passar a potência para o asfalto o STI S209 conta, como seria de esperar, com um sistema de tração integral.

Sabes responder a esta?
Qual é a cilindrada do seis cilindros em linha usado pelo Toyota GR Supra?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Oficial. Finalmente, aqui está o novo Toyota GR Supra

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos