Exclusivo Portugal

Testámos o Tesla Model 3 Performance. É melhor do que os europeus?

O novo Tesla Model 3 chega brevemente a Portugal. Mas enquanto esse momento não chega, assiste em primeira-mão ao teste da derradeira versão do elétrico americano: o Tesla Model 3 Performance.

Em Los Angeles, EUA

Aproveitámos a nossa viagem aos EUA, no âmbito do Salão de Los Angeles e dos test-drives dos World Car Awards, para testar, em primeira-mão, o novo Tesla Model 3 na sua variante mais potente: a versão Performance.

Com uma potência estimada de 450 cv e um pack de baterias com 75 kWh de capacidade, este Tesla Model 3 Perfomance promete aliar boas prestações, uma autonomia respeitável e todo o espaço que se exige de uma berlina destas dimensões.

Vê o nosso teste em vídeo ao volante do Tesla Model 3 Performance. Um exclusivo Razão Automóvel gravado nos EUA, na Califórnia. Uma parte deste vídeo foi gravada na Angeles Crest Highway, uma das estradas mais icónicas dos EUA.

RELACIONADO: Porque é que o Tesla Model 3 custa tanto?

Promete e cumpre…

Como referimos no vídeo, este é seguramente o mais importante modelo da Tesla em território europeu, por vários motivos.

Além de ser previsivelmente mais barato que os Model X e Model S, é também um modelo que parece estar mais de acordo com o gosto dos europeus. Não só em termos estéticos, mas também em termos de dimensões e em termos dinâmicos. Fatores que concorrem para uma expectável carreira comercial de sucesso — consiga a Tesla superar os constrangimentos de produção.

Tesla Model 3 Performance teste portugal

Até porque se no papel o Tesla Model 3 Performance parece convencer, na prática é isso mesmo que acontece. Apesar de alguns detalhes menos bem conseguidos, e que deixam a descoberto a juventude do projeto, não há nada que belisque de forma determinante o mérito do Tesla Model 3.

Tesla Model 3 Performance. A surpresa

Ao contrário do Tesla Model S e X, modelos marcadamente familiares, o Model 3 já possuí um comportamento dinâmico digno desse nome. Em ritmo mais desportivo, o membro mais pequeno da família Tesla brinda-nos com reações muito controladas.

O Model 3 Performance ainda não atingiu os níveis de acutilância e desempenho das berlinas desportivas europeias, mas não está assim tão distante. Diria até que está perigosamente perto.

Os limites do binómio chassis/suspensões surgem apenas quando tentamos levar o Tesla Model 3 Performance para lá daquilo que é «normal» em vias públicas. É apenas nessa situação que sentimos que ainda há margem para melhorias no que diz respeito ao comportamento do eixo dianteiro em carga e em travagens em apoio.

tesla model 3
Pelas estradas norte-americanas. Brevemente novo contacto em Portugal.

Com o modo “Track Mode” ativado notam-se melhorias na dinâmica do Tesla Model 3 Performance, mas apenas nos últimos 2/3 das curvas (ou seja, apex e aceleração). De resto, estas são sensações que partilhamos com outros especialistas que já tiveram oportunidade de testar o modelo.

Será que estamos a colocar a fasquia demasiado elevada? A resposta é não. Foi o próprio Elon Musk que apontou as berlinas desportivas europeias como referência para o Tesla Model 3 Performance.

Baixando o ritmo…

Em ritmos mais próximos daquilo que é habitual numa utilização diária, o Tesla Model 3 Performance cumpre aquilo a que qualquer modelo de cariz familiar está obrigado. Oferece espaço, conforto e silêncio de rolamento.

Mesmo nas vias mais degradadas e tendo em consideração o baixo perfil dos pneus desportivos, a avaliação do conforto é muito positiva.

AutoPilot em ótimo plano

Este primeiro contacto com Tesla Model 3 Performance não estaria completo sem testarmos o sistema AutoPilot. É aqui que o Tesla Model 3 está claramente em avanço face à concorrência.

O funcionamento foi sempre o mais correto e a leitura do trânsito envolvente surpreende mesmo em situações de tráfego mais intenso, ou quando as marcações do asfalto não estão nas melhores condições.

Tesla Model 3 Performance
Los Angeles serviu-nos de pano de fundo para este primeiro contacto com o Tesla Model 3 Performance.

Sobre as restantes sensações, o melhor é assistirem ao vídeo. Fica a promessa de que assim que chegar a Portugal, voltaremos a testar o Tesla Model 3 para retirar as derradeiras conclusões sobre um modelo que promete continuar a dar que falar.

Preços para Portugal já são conhecidos

Os preços para Portugal foram hoje revelados, bem como os valores de autonomia no ciclo WLTP. O Tesla Model 3 já foi homologado na Europa.

O Tesla Model 3 Performance (até 530 km de autonomia no ciclo WLTP) estará disponível em Portugal com preços a começar nos 71.300€. O Tesla Model 3 Long-Range (até 544 km de autonomia no ciclo WLTP) será para já o modelo de entrada de gama, com preços a começar nos 60.200€.

Os primeiros carros vão chegar em fevereiro de 2019, apenas para os clientes nacionais que fizeram a pré-reserva do Tesla Model 3.

 

Primeiras impressões

7 / 10
Como familiar está num bom caminho e olha nos olhos da concorrência, enquanto desportivo, ainda tem algumas arestas para limar. Com este modelo a Tesla mostra que tem aprendido com os poucos erros que tem cometido e apresenta-se mais madura que nunca. A avaliação poderia ser mais elevada, mas primeiro queremos apurar a real autonomia do Tesla Model 3 e saber quais são os preços para Portugal.

  • Sistemas de apoio à condução;

  • Design;

  • Facilidade de utilização;

  • Resposta do motor;

  • Comportamento do eixo dianteiro em condução desportiva;

  • Alguns detalhes do interior


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto

Os mais vistos