Teaser

Novo Range Rover Evoque antecipado por… esculturas

A segunda geração do Range Rover Evoque tem revelação marcada para o próximo dia 22 de novembro. O que esperar da nova geração?

O Range Rover Evoque, lançado em 2010, foi, de acordo com a marca, o “primeiro SUV compacto de luxo”. Concorde-se ou não, o que é certo é que este SUV-posh revelou-se um sucesso para a Jaguar Land Rover, com vendas globais superiores a 750 mil unidades e reconhecido com 217 prémios internacionais.

A segunda geração está ao virar da esquina, com apresentação marcada para o próximo dia 22 de novembro. Até lá, começa a contagem decrescente para a grande revelação com a instalação de umas esculturas em arame espalhadas pela cidade de Londres — concebidas pela equipa de design do Evoque —, que revelam os principais traços do futuro modelo.

E o que deixa adivinhar é uma clara aposta na evolução do desenho atual do Range Rover Evoque e não na reinvenção do conceito — em equipa que ganha… As linhas mestras e proporções serão claramente Evoque, mas receberá influência do seu irmão maior e mais estiloso Velar.

VÊ TAMBÉM: E aconteceu… Tesla com lucros de mais de 300 milhões de dólares
Range Rover Evoque teaser

O que esperar do novo modelo?

O tema da evolução continua para lá da estética. A plataforma D8 mantém-se, mas espera-se que a mesma sofra alterações significativas, para garantir a compatibilidade com futuras variantes eletrificadas do Evoque.

Assim, prevê-se que o novo Range Rover Evoque seja o primeiro semi-híbrido (mild-hybrid) do grupo, casando um novo motor de combustão Ingenium de três cilindros e 1,5 l, com um pequeno motor elétrico sustentado por um sistema auxiliar elétrico de 48 V e um pequeno conjunto de baterias de iões de lítio.

Além do novo tricilíndrico, teremos versões revistas dos Ingenium de quatro cilindros já conhecidos, tanto a gasolina como gasóleo, sempre com 2.0 l de capacidade. Tal como acontece hoje em dia, além da tração às quatro rodas — ou não fosse um Range Rover —, haverá também versões com tração dianteira.

A transmissão automática com nove velocidades transita da atual geração, permanecendo a dúvida se o mesmo acontecerá com a caixa de seis velocidades manual.

O que não haverá é mesmo uma carroçaria de três portas, que já deixou de ser produzida na corrente geração. No entanto o Evoque Cabriolet revelou-se um sucesso acima do esperado, e continuará a ser produzido em paralelo com a nova geração durante algum tempo, e há forte possibilidade de ter um sucessor no início da próxima década.

Os restantes melhoramentos vão no sentido de melhorar o conforto e o refinamento, e a habitabilidade deverá melhorar graças a um ligeiro incremento na distância entre eixos e uma suspensão traseira de novo desenho, menos intrusiva.

Também com inspiração e influência do Velar, o interior do novo Evoque deverá receber grande parte da sua tecnologia, com a presença dos ecrãs táteis duplos e um painel de instrumentos totalmente digital.

Apesar do desvendar ainda este ano, a chegada ao mercado acontecerá apenas nos primeiros meses do próximo ano.

 

Sabes responder a esta?
Em que ano nasceu a Land Rover?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Land Rover comemora 70 anos. Festejos começam com transmissão online

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos