Arranque a Frio

Drag races. A diferença entre ter ou não ter um paraquedas

Para perceber o quão importante são os paraquedas na traseira dos dragsters ou outros similares, este vídeo é assustadoramente esclarecedor.

A típica drag race são apenas 400 m (402 m para sermos precisos, ou um quarto de milha). O Chevrolet Chevelle protagonista nesta corrida — do automóvel de série parece ter apenas o nome — cumpriu-os em apenas 5,89s, o que significa que quando passou pela linha de chegada já se deslocava a 410 km/heste cola definitivamente ao banco… 

Agora há que parar o carro de uma velocidade acima dos 400 km/h. E se alguma vez tivemos dúvidas sobre o papel daqueles pequenos paraquedas no ato de parar estes aríetes com motor, elas são dissipadas após ver o vídeo. O atrito gerado por eles, em conjugação com os travões do veículo, são a única forma de parar em distância segura.

Como vemos, os paraquedas do Chevelle de Mike Bowman simplesmente não funcionaram ao contrário do seu rival de ocasião. Resultado, travões incandescentes ao ponto de não servirem para nada. Felizmente o piloto conseguiu controlar a máquina direcionando-a de modo perfeito à rede de segurança no final da pista, apenas sofrendo ferimentos ligeiros.

VÊ TAMBÉM: SUV mais rápido do mundo. Lister LFP declara guerra ao Lamborghini Urus

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 9h00 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Como se chama o novo compacto familiar da Skoda?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Scala é o nome do anti-Golf da Skoda
Em cheio!!
Vai para a próxima pergunta

ou lê o artigo sobre este tema:

Scala é o nome do anti-Golf da Skoda

Mais artigos em Notícias