Velocidade máxima

Objetivo: 500 km/h! Porque 482 km/h não é suficiente

O Hennessey Venom F5 já se tinha proposto bater as 300 mph (482 km/h), mas a fasquia acabou de ser elevada para os 500 km/h… Está tudo doido?!

“De doidos!” é o que nos ocorre, mas independentemente da nossa opinião, isto vai mesmo acontecer. Objetivo da Hennessey para o Venom F5 subiu para os 500 km/h de velocidade máxima… num automóvel homologado para circular na via pública (!).

Atualmente, o recorde de velocidade máxima pertence ao Koenigsegg Agera RS, tendo estabelecido 446,97 km/h  — média de duas passagens —, alcançando, momentaneamente, 457 km/h.

Os recordes foram feitos para serem batidos… E não foi preciso esperar muito tempo para as primeiras ameaças ao recorde sueco. Do outro lado do Atlântico, os norte-americanos da Hennessey apresentaram o Venom F5, anunciando uma velocidade máxima de 301 mph ou 484 km/h. Uma diferença substancial para o valor alcançado pelo Agera RS.

RELACIONADO: Hennessey Venom F5. Os detalhes do motor do «anti-Bugatti»
Hennessey Venom F5

Só que mais recentemente outro candidato emergiu das sombras. A SSC, também ela uma ex-recordista de velocidade máxima com o Ultimate Aero TT, ressurgiu das sombras com a versão de produção do Tuatara, uma máquina que conhecemos como protótipo no distante ano de 2011. Também eles querem o recorde de v-max, com mais de 300 mph como objetivo.

A resposta da Hennessey não se fez esperar… Acabam de anunciar que o Venom F5 será capaz de não só atingir umas imperiais 300 mph, como alcançar uns incríveis métricos 500 km/h (310,7 mph). Isto de acordo com os resultados obtidos em simulação, que referem serem necessários 1541 cv para atingir as 300 mph, um valor abaixo dos anunciados 1622 cv extraídos do V8 biturbo com 7600 cm3 que equipará o Venom F5.

Dúvidas

O SSC Tuatara também vem com um V8 Biturbo, com 5.9 l, mas capaz de debitar 1770 cv (com E85), e, pormenor importante, com um coeficiente aerodinâmico (Cx) de apenas 0,279 — o Hennessey Venom F5 fica 150 cv atrás e o Cx é de 0,33, pelo que a SSC denomina o Tuatara como o único com uma “oportunidade legítima” de bater as 300 mph.

Quando questionado sobre esta afirmação da SSC North America, John Hennessey, CEO da Hennessey Performance Engineering respondeu (no inglês original, para não se perder nada na tradução), “the bullshit stops when the green flag drops”. Desafio aceite…

SSC Tuatara 2018

Especula-se que a Hennessey possa estar a desenvolver uma variante “low drag” (baixa resistência aerodinâmica) do Venom F5 (do qual só haverá 24 unidades) para atingir os 500 km/h.

Teremos de aguardar pelo final de 2019 para confirmar todas estas reivindicações, quando tanto o Hennessey Venom F5 e o SSC Tuatara passarem das palavras e simulações aos atos…

E a Koenigsegg?

Christian von Koenigsegg certamente não quererá perder o título de ter o automóvel mais rápido do planeta. Depois de ter batido categoricamente o Bugatti Chiron de todas as formas possíveis, uma nova geração de “monstros” estão para sair.

Koenigsegg Regera 2018
Koenigsegg Regera

O primeiro é o já conhecido Regera, um híbrido único, e segundo Christian, deverá apresentar acelerações superiores ao Agera RS — mas será que conseguirá uma velocidade máxima superior? A resposta a estas questões deverá acontecer algures durante o próximo ano.

RELACIONADO: Primeiro vislumbre do sucessor do Koenigsegg Agera RS

Mas talvez a grande esperança para manter o título em casa, caberá ao sucessor do Agera RS, que já está em desenvolvimento. Para o ano teremos um primeiro vislumbre do novo modelo, ainda que como protótipo, com produção prevista para arrancar em 2020.

Que comecem os jogos…

RELACIONADO: Objetivo: 300 mph (482 km/h)! Michelin já desenvolve pneus para o conseguir

 

Sabes responder a esta?
Qual a origem do seis cilindros em linha do Toyota Supra A90?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Finalmente (!) ao volante do novo Toyota Supra

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos