A partir de 12 000 euros

O “Isetta” está de regresso, é elétrico e… vem da Suíça

Cinquenta e seis anos após o fim da produção, o BMW Isetta pode estar prestes a voltar à vida. Agora, com o nome de Microlino EV e propulsão 100% elétrica.

Inspirado no popular microcarro de apenas uma porta, um dos originais “bubble cars” (carros-bolha) pós-II Guerra Mundial, o Microlino EV acaba de ver confirmada a passagem à produção. Embora e para já, apenas em números muito reduzidos, de apenas 100 carros.

Recuperando o conceito de veículo com acesso ao habitáculo via uma única porta, posicionada na frente do automóvel, o “novo Isetta” é criação de uma companhia suíça, e como o original, é um veículo citadino, para apenas dois ocupantes acomodados num banco corrido, com o comprimento exterior do conjunto a não ir além dos 2,43 m de comprimento.

Este facto permite-lhe não só recuperar uma vantagem que durante muito tempo foi anunciada pela Smart — a possibilidade de estacionamento contra o passeio —, como também facilitar a entrada e saída dos ocupantes, diretamente para o passeio.

RELACIONADO: Eagle EG6330K. A versão chinesa do icónico BMW Isetta

Realce ainda para o facto de o Microlino EV dispor ainda de uma bagageira com uma capacidade de 300 l.

Microlino EV 2018

Autonomias de 120 a 215 km

Impulsionado por um motor elétrico capaz de garantir uma potência de 20 cv e um binário máximo de 110 Nm, argumentos que lhe permitem atingir a velocidade máxima de 90 km/h, o Microlino EV deverá ser disponibilizado com duas baterias distintas: de 8 kWh, a garantir uma autonomia na ordem dos 120 km, e de 14,4 kWh, sinónimo de uma autonomia a rondar os 215 km.

Quanto aos carregamentos, deverão demorar cerca de quatro horas, quando realizados numa simples tomada doméstica, com uma carga completa a custar 1,5 euros. Já quando feito através de uma tomada Type 2, não deverá demorar mais de uma hora.

Com produção a cargo da empresa italiana Tazzari, que já produz um modelo elétrico, o Zero, e que também é proprietária de 50% da Microlino AG, o novo modelo promete ainda um interior simplificado, para baixar os custos, com o mesmo princípio a ser aplicado ao sistema de propulsão, importado de uma empilhadora elétrica. O mesmo acontecendo, por exemplo, com a pega da porta, originária do Fiat 500.

RELACIONADO: Entrevistámos Lee Ki-Sang. “Já estamos a trabalhar no sucessor dos elétricos a bateria”
Microlino EV
Frente a frente, o Isetta original e o Microlino EV (2016 foi o ano que o primeiro protótipo do Microlino foi apresentado). É clara a semelhança… até a porta frontal se manteve.

100 carros no primeiro ano, 5000 com a produção estabilizada

Com uma produção prevista para este primeiro ano de apenas 100 unidades, a Microlino AG espera poder fabricar entre 1500 e 2000 unidades do seu pequeno veículo elétrico, já em 2019. Estabilizando, depois, nos anos seguintes, em números a rondar as 5000 unidades.

De resto, a empresa garante ter já entre mãos mais de 7200 encomendas para o Microlino EV, cujo preço começa nos 12 mil euros.

Vê todas as cores disponíveis (faz swipe):

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual o binário do Hyundai i30 N preparado pela Racechip?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Hyundai i30 N com os 320 cv do Civic Type R? Já é possível

Mais artigos em Notícias