Salão de Nova Iorque 2018

Mazda CX-3 recebe motor Diesel maior e um… apoio de braços central

O Mazda CX-3 apresentou-se no Salão de Nova Iorque com novidades. Uma ligeiríssima revisão estética esconde novidades mais significativas no interior e por baixo de capot.

O Mazda CX-3 surgiu em Nova Iorque com a mais ligeira das revisões, o que o torna praticamente indistinguível face ao CX-3 que já conhecemos — não é uma crítica em si, já que continua a ser uma das propostas visualmente mais apelativas da sua classe.

As alterações exteriores resumem-se a uma grelha redesenhada, com as restantes diferenças a virem da escolha de certos equipamentos:  jantes de 18″ de novo desenho, a cor Soul Red Crystal e óticas Matrix LED.

É no interior que assistimos às maiores diferenças. A introdução de um travão de mão eletrónico, com função auto-hold, permitiu libertar espaço suficiente entre os bancos para adicionar um apoio de braços central. Também o sistema de segurança i-ACTIVSENSE apresenta novos conteúdos, onde se inclui um novo assistente de tráfego (em conjugação com a transmissão automática).

RELACIONADO: SKYACTIV-X. Já testámos o motor de combustão do futuro

Euro 6d-Temp é sinónimo de motores revistos

A Mazda anuncia revisões para a sua unidade a gasolina — 2.0 SKYACTIV-G —, de modo a reduzir mais as emissões e ir de encontro à norma Euro 6D-Temp e aos requisitos mais exigentes dos ciclos WLTP e RDE. No entanto, a abordagem distinta da Mazda — motores com maior capacidade, sem turbo — revela-se mais “amiga” das superiores exigências. O 2.0 não necessita de um filtro de partículas como outros casos que temos reportado nos últimos meses.

Mas o Mazda CX-3 é vendido em Portugal apenas com a motorização 1.5 SKYACTIV-D, a gasóleo, devido à aberrante fiscalidade nacional que torna o motor 2.0 a gasolina — o motor mais vendido do modelo na restante Europa — inadequado para nós. É esta unidade Diesel que concentra as maiores novidades.

Para reduzir as emissões NOx (óxidos de azoto), a Mazda, entre várias evoluções, também aumentou a capacidade do motor (dados sobre este não foram ainda divulgados), garantindo uma menor temperatura de combustão — existe uma correlação entre pressão e temperatura na câmara de combustão e a produção de óxidos de azoto.

RELACIONADO: Acreditem, a Mazda está a desenvolver um novo motor Diesel

De momento, ainda não existe confirmação oficial de quando é que o revisto Mazda CX-3 chega a Portugal.

Sabes responder a esta?
Qual é o parceiro da Mazda na construção de uma nova fábrica nos EUA?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mazda e Toyota vão produzir em conjunto nos EUA

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos