Desportivos

Tesla Roadster, cuida-te! Aston Martin pondera rival

Depois da Tesla ter anunciado um desportivo elétrico com 1000 cv, a resposta chega da Aston Martin, que já admite lançar um rival para o Roadster.

Construtor automóvel histórico e com um já longo passado no domínio dos desportivos de luxo, a britânica Aston Martin admite a possibilidade de poder vir a desenvolver uma nova proposta desportiva, 100% elétrica, com o objetivo declarado de fazer frente ao Tesla Roadster, ainda que já não seja para a presente década.

Tesla Roadster? A Aston Martin pretende fazer melhor…

A notícia é avançada pela também britânica Auto Express, acrescentando que o lançamento deste concorrente direto do Tesla Roadster, será apenas uma parte de uma estratégia mais ampla, da parte do construtor, rumo à eletrificação, e que visa disponibilizar uma versão elétrica ou eletrificada de todos os modelos da marca de Gaydon, até 2025.

CEO admite que é possível

Quando questionado pela mesma publicação, acerca da possibilidade da Aston Martin poder vir a construir um desportivo elétrico mais pequeno, rápido, mas também mais caro, que o atual Vantage, o próprio CEO da marca britânica, Andy Palmer, não deixou de responder que, “sim, é possível”.

RELACIONADO: Aston Martin Vulcan já pode circular na estrada… pelo menos, um.

“Neste momento, existem vários desafios relacionados com a construção de um EV, sendo que, aquele em que toda a gente está focada, é, claramente, o das baterias – mais precisamente, o sistema de gestão e a parte química envolvida”, acrescenta Palmer.

Aston Martin em vantagem face a generalistas

Aliás, na opinião do mesmo interlocutor, companhias como a Aston Martin estão, inclusivamente, em vantagem neste desafio elétrico, face aos construtores generalistas. Já que possuem um conhecimento mais profundo, tanto da aerodinâmica, como das formas tendentes à redução de peso.

“O mais interessante é que os outros três aspetos essenciais em qualquer carro elétrico — o peso, a aerodinâmica e a resistência ao rolamento —, além das baterias, são áreas com que os fabricantes de desportivos, e em particular nós, estão mais à vontade para lidar”

Andy Palmer, CEO da Aston Martin

Entretanto e caso a Aston Martin decida, realmente, avançar com o fabrico de um novo desportivo 100% elétrico, capaz de rivalizar com o Tesla Roadster, tudo aponta para que venha a utilizar a nova plataforma em alumínio, introduzida com os novos DB11 e Vantage. Estratégia que, entre outros aspetos, permitirá por exemplo, reduzir os custos de desenvolvimento.

Aston martin vantage 2018
Afinal, a plataforma em alumínio do novo Vantage, também pode dar origem a um elétrico

Um carro por ano até 2022

Seja qual for a decisão tomada, certo é que o fabricante de Gaydon deverá continuar com a sua ofensiva de modelos, a qual prevê um novo carro por ano, até 2022, sendo que o desportivo elétrico, a surgir, poderá ser apresentado nos primeiros anos da próxima década.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que se estreou a Peugeot no Dakar, a vencer?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Do Peugeot 205T16 ao 3008 DKR. A história (quase) completa

Mais artigos em Notícias