Dicas

Poupar combustível é possível com algumas dicas básicas.

Não são novidade mas convém relembrar, porque se queres poupar combustível estas são as regras básicas que deves aplicar no teu dia-a-dia.

Os combustíveis teimam em aumentar e está cada vez mais caro andar de carro. Por isso, quaisquer dicas que te possam fazer poupar combustível são bem vindas. Os gastos com o combustível é um dos que, a longo prazo, pode ser considerável.

Umas são óbvias outras nem por isso. Umas são simples de aplicar, outras requerem que sujes as mãos. Mas todas são imprescindíveis para que consigas poupanças significativas. Vamos a elas.

“Jogar” por antecipação

Nunca fui bom a física mas há coisas que são fáceis de perceber. Para colocar um corpo em movimento e vencer a sua inércia, há um desperdício de energia bastante elevado. Quanto mais cedo conseguirem antecipar que vão ter de travar, mais cedo irão tirar o pé do acelerador.

Todos nós já assistimos àqueles condutores que no trânsito, aceleram excessivamente para terem de travar 100 metros mais à frente. Resultado? Gastam mais combustível para ficarem parados no mesmo sítio e o mesmo tempo que os restantes.

Uma correta leitura da estrada ajuda a manter a velocidade o mais estável possível e desta forma poupar combustível.

Planear a chegada a cruzamentos de modo a não ser necessário travar excessivamente, utilizar as descidas para ganhar velocidade e desacelerar assim que sabemos que vamos ter de parar ou abrandar, como em portagens ou saída da autoestrada, são ótimas táticas para a poupança.

Pressão dos pneus

Pois é, muito importante. Quando foi a última vez que viste a pressão dos pneus? Verificar a pressão dos pneus regularmente é um dos aspetos mais negligenciados por nós condutores, e ao mesmo tempo um dos que ajuda e muito a poupar combustível.

Conduzir com os pneus abaixo da pressão indicada pelo fabricante aumenta o consumo de combustível e diminui a sua performance, uma vez que o atrito gerado entre a superfície do pneu e o asfalto é maior, logo necessitas de mais energia para percorrer um determinado percurso. Para além disso, diminui a vida útil do pneu e a segurança.

pressão dos pneus
| © Nuno Antunes / Razão Automóvel

Consulta o manual do utilizador para saberes a pressão correta. Por vezes esta informação também se situa na tampa do combustível ou no interior da porta do condutor.

Antes de viagens longas, e se viajares com o automóvel mais pesado, também é obrigatório subir a pressão dos pneus, de acordo com a informação que encontrares para o teu carro.

RELACIONADO: Sabias que o teu carro pode ter uma especificação de pneus própria?

Regime ideal

Utiliza a caixa de velocidades e o conta-rotações como teu aliado no combate aos consumos. Nos carros a gasolina, a faixa ideal de utilização situa-se entre as 2500 rpm e as 3500 rpm, enquanto nos Diesel esta faixa está entre as 2000 rpm e as 3000 rpm. É neste intervalo de rotações em que o rácio entre rendimento mecânico e consumos é mais favorável à poupança. Escalar o conta rotações até ao limite, não te vai adiantar de muito e pode duplicar ou triplicar o consumo instantâneo do automóvel.

Com esta regra podes poupar entre 1 a 2 litros por cada 100 km.

Evitar percursos pequenos

Sempre que possível evita utilizar o teu automóvel em percursos pequenos. Em trajetos muito curtos, o motor e o catalisador não têm tempo de aquecer até à temperatura ideal de funcionamento. O óleo do motor por exemplo está mais frio e com uma maior viscosidade, aumentando assim o atrito das peças internas. Desta forma o esforço que o motor tem que fazer é maior. Já o catalisador não é tão eficiente enquanto está frio.

Existe ainda a questão do filtro de partículas, que em percursos pequenos não irá fazer a regeneração do sistema de filtragem de partículas, já que o processo normalmente só é efetuado com o atingir da temperatura ideal de funcionamento dos fluídos e componentes mecânicos e a uma determinada velocidade — se este for iniciado num percurso curto, pode ser interrompido a meio, o que não é recomendável.

Desta forma, o crescente entupimento do filtro gera mais contrapressão no escape, elevando os consumos devido ao maior esforço do motor.

Se a distância for muito curta, coloca a hipótese de ir a pé, a tua carteira vai agradecer, a curto e a longo prazo.

Relação de caixa correta

O correto uso da caixa de velocidades é também um dos aspetos que mais influencia nos consumos. E como saber qual a mudança certa? É a mais alta possível para as condições de tráfego, sem que oiças o motor a bater, ou a “morrer”.

A maioria dos carros atuais já indicam até qual a relação correta, com a informação visível no painel de instrumentos. Na maioria dos casos, está atento e aceita as sugestões para poupar combustível.

caixa de velocidades manual

Na prática, este cuidado pode levar a poupar entre 1,5 a 3 litros por cada 100 km.

Poupar o acelerador

A forma como tratas o acelerador é diretamente proporcional à vontade que o ponteiro do combustível tem em descer. Portanto, quanto menores forem as cargas no acelerador, menor será o consumo instantâneo de combustível. Se fores meigo com o pedal da direita serás recompensado na tua carteira.

Peso desnecessário

Tens coisas completamente desnecessárias no teu carro? É fácil deixar ir acumulando objetos inúteis, sempre com aquela ideia de que “um dia talvez faça falta”. Todo o peso inútil transportado pelo teu carro, é lastro que obrigará o motor a um esforço adicional. Ok, esta não é tão significativa — mas também depende de quantos quilos estamos a falar —, mas se multiplicares por vários anos e algumas dezenas de milhares de quilómetros, a fatura a pagar pode ser significativa.

Eu conheço quem tenha de tudo um pouco no porta-bagagens do carro. Recolhendo todos os objetos que por lá andam e pesando-os talvez se convençam que esta medida poderá fazer poupar alguns euros.

Manutenção

Há quanto tempo não alinhas a direção do teu carro? Há quanto tempo já devias ter mudado o óleo? Há quanto tempo não vês o estado do filtro de ar? Todos eles influenciam o consumo de combustível, embora o último seja mais significativo em veículos que circulem com frequência por estradas de terra que levantem poeira, e que facilmente obstruem o filtro de ar.

Fazendo uma manutenção regular, podes ir buscar mais alguma economia e poupar combustível.

Vidros e climatização

Circular com os vidros abertos, sobretudo em auto estrada é algo que aumenta os consumos de combustível. Por outro lado, se viajas com os vidros abertos e a climatização ligada, o desperdício ainda é maior.

Hoje em dia é cada vez mais comum a climatização automática. Avalia primeiro a necessidade de levar o ar condicionado ligado ou mesmo a ventilação. O modo automático não significa que não estejas a ter um consumo adicional.

Start/Stop

Não, o Start/Stop não danifica nem encurta a vida útil de qualquer peça do teu carro. Por isso, deixa de ser “velho do restelo” e usa o sistema. Em cidade vai te ajudar a poupar combustível. Acredita!

O sistema foi estudado durante anos e já foi demonstrado que realmente funciona. É um sistema que hoje já existe em praticamente todos os automóveis.

VÊ AQUI: Sistema Start/Stop. Qual o impacto a longo prazo no motor do teu carro?

Mais uns trocos

Se para além destes conselhos tiveres o cuidado de reduzir a velocidade em 10 km/h em auto estrada – Por exemplo em vez de 130 km/h, circula a 120 km/h — e evitares o uso de barras de tejadilho, podes poupar uns litros e… uns trocos.

E atenção! Circular com o carro em ponto morto, a descer, não consome menos combustível, é apenas um mito. Só com uma mudança engrenada é que o sistema corta a injeção de combustível em desaceleração. A única exceção aplica-se aos carros com carburadores. Não é o teu caso pois não? Então esquece o ponto morto.

Sabes responder a esta?
WLTP, o que significa o novo ciclo de consumos e emissões?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

WLTP. Tudo o que precisas saber sobre o novo ciclo de consumos e emissões

Mais artigos em Autopédia

Os mais vistos