Apresentação

Mini Electric Concept revela futuro da marca

O Mini Electric Concept é a visão mais aproximada do que será o futuro elétrico da marca, que chegará ao mercado em 2019.

Não faz muito tempo que tivemos a confirmação oficial de que o futuro elétrico da Mini seria derivado da atual carroçaria de três portas. E isso é precisamente o que podemos observar no novo Mini Electric Concept, agora revelado.

Não é impossível fugir ao facto de se tratar de um Mini de três portas. Mas este novo concept adiciona uma camada de estilo sofisticado e limpo, ao modelo original, relacionando-se com a aura futurista do seu grupo propulsor.

Novos tratamentos foram aplicados aos elementos visuais que constituem a identidade do Mini. Desde o conjunto óticas-grelha, com novos preenchimentos – a grelha surge praticamente tapada -, às óticas traseiras que apresentam motivo referente à bandeira britânica.

A procura por um estilo mais limpo, sofisticado e acutilante pode também ser observado na tampa da bagageira, que deixa de apresentar um espaço para a matrícula, aos novos pára-choques e saias laterais, que focam o apuro aerodinâmico – menos atrito significa mais autonomia.

Por fim, o Mini Electric Concept traz umas rodas de desenho original, juntamente com um esquema de cores único – Reflection Silver, um tom prata mate é a cor principal, ao qual se juntam áreas e apontamentos em Striking Yellow (amarelo surpreendente).

De momento não foram ainda reveladas imagens do interior mas, previsivelmente, o tratamento recebido deve ser semelhante. Também não foram divulgadas informações de qualquer espécie sobre as especificações do seu grupo motriz – seja o motor, capacidade das baterias ou autonomia. Teremos de aguardar pela sua apresentação no Salão de Frankfurt para saber mais pormenores.

O primeiro Mini elétrico

Apesar de este concept antecipar o primeiro elétrico de produção da Mini, não é, tecnicamente, o primeiro elétrico da marca. O Grupo BMW usou a Mini como ponta de lança há 10 anos atrás para o desenvolvimento de soluções de mobilidade elétrica. O que levou à produção limitada do Mini E, revelado em 2008, tornando-se o primeiro carro elétrico do grupo a ser entregue a clientes privados.

Estes serviram verdadeiramente de pilotos de teste, que ajudaram a perceber as necessidades e rotinas de utilização à volta do automóvel elétrico. Mais de 600 Mini E foram entregues a clientes em todo o mundo, resultando numa recolha de dados que foram fundamentais para o desenvolvimento do BMW i3.

A Mini, apesar do seu papel pioneiro, só em 2019, 11 anos depois desta experiência piloto, terá um carro 100% elétrico de produção, indo de encontro à estratégia do grupo NUMBER ONE > NEXT. Até lá, a marca já tem no seu portefólio o seu primeiro veículo eletrificado: o Mini Countryman Cooper S E ALL4, um híbrido do tipo plug in.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos