Um Macan GT3? A Porsche diz não!

Os Porsche 911 GT3 ou o Cayman GT4 estão entre os mais desejados do construtor. Porque não vemos a mesma receita aplicada ao Macan ou ao Cayenne?

A popularidade imparável dos SUV e a procura cada vez maior por versões mais pujantes, leva a questionar porque é que a Porsche não dá o tratamento GT aos seus SUV. O Macan e o Cayenne são os seus modelos mais vendidos da Porsche – por larga margem -, pelo que parece um casamento (SUV+GT) com tudo para dar certo.

A concorrência contra-ataca

Considerando alguma da concorrência que está para chegar, como os SUV da Lamborghini e Aston Martin, ou em alternativa, os 717 cavalos do Jeep Grand Cherokee Trackhawk, faria sentido a Porsche contra-atacar com versões mais focadas que a colocariam solidamente no topo da cadeia alimentar dos SUV… hum… desportivos.

Conseguem imaginar um Macan GT3 ou um Cayenne GT2 em Nürburgring, afastando do caminho desportivos «à séria»? Que visão!

2015 Porsche Cayenne

A NÃO PERDER: A Razão Automóvel precisa de ti

Andreas Preuninger tem outra opinião. Ele prevê que o inferno gele antes do seu departamento trabalhar em algo que não seja um sports car. Palavras fortes do diretor do departamento GT para carros de estrada. Foi ele que nos deu máquinas como o 911 GT3 ou o Cayman GT4, pelo que deve saber do que fala.

A razão para o veredicto definitivo é simples:

“A credibilidade dos nossos carros GT advém da linhagem direta com os nossos carros de competição. Um cliente que compre um GT3 sabe que, num qualquer fim de semana, existe uma derivação em circuito a competir em diversos campeonatos.”

Porsche Macan

Ou seja, para haver um modelo GT de estrada, é certo que existe um modelo de competição correspondente. No entanto, Preuninger considerou uma hipótese, ainda que pouco provável, de tal acontecer:

“Se entrássemos no Dakar com um Macan ou um Cayenne – algo para o qual não temos planos – aí talvez o departamento de competição desenvolvesse um carro para tal. Só aí eu veria uma boa desculpa para fazer algo para a estrada que fosse próximo. Mas para usar apenas um símbolo no Panamera ou no Cayenne para o tornar mais apelativo, para mim, não seria credível. Seria apenas marketing, e eu acho que não seria a coisa correcta a fazer.”

Apesar das suas palavras, não significa que o Macan e o Cayenne não apresentem futuras variantes com mais performance. Já está previsto, tal como aconteceu com o Panamera, o Cayenne ganhar uma variante Turbo S e-Hybrid, que no Panamera garante 680 cavalos.

Mas o seu desenvolvimento nunca estará a cargo do departamento GT da Porsche!

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias