Autopédia Humidade no carro. Saibam como acabar com essa «praga»

Dicas

Humidade no carro. Saibam como acabar com essa «praga»

A humidade no interior do carro é a «mãe» dos vidros embaciados e outros problemas. Descubram as suas causas e como a combater.

Interior automóvel com humidade

Vidros embaciados, bancos molhados e até bolor no volante ou nos cintos de segurança. Tudo isto são sintomas de que o interior do vosso carro está com excesso de humidade.

E esta entra no nosso veículo sem pedir licença. Não só há sempre humidade presente no ar, como nos dias mais chuvosos, quando entrarmos no habitáculo com as solas dos sapatos molhadas, essa água acaba por ficar depositada nos tapetes ou na alcatifa, e vai acumulando.

Há ainda outra forma deste indesejável intruso entrar no automóvel, ao «aproveitar-se» do envelhecimento das borrachas das portas e vidros, que deixam de selar tão eficazmente o habitáculo, o que facilita a acumulação de humidade a bordo.

A NÃO PERDER: Afinal que selos são obrigatórios no vidro do carro?
vidros embaciados
Os vidros embaciados são um dos primeiros sintomas de que o nosso automóvel «acumula» humidade. O cheiro a mofo é outro sinal de alerta.

Parar com as infiltrações

Antes de se dedicarem a eliminar a humidade no vosso carro, o melhor é tentarem perceber por onde entra a água.

A melhor forma de descobrirem a fonte é quando lavam o carro. Se for numa lavagem automática e estiverem no interior do vosso automóvel, reparem se há infiltração de água por algum dos vidros. Se tal acontecer, marquem o local da infiltração para depois a poderem isolar.

«Atacar» a humidade

O primeiro passo na «luta» contra a humidade passa por conseguir secar o interior do automóvel. Podem-no conseguir de várias formas.

A mais óbvia é mesmo deixar o carro ao sol — caso este decida dar um «ar da sua graça». Retirem os tapetes e abram as portas para arejar o habitáculo para acelerar o processo.

Aliás, se deixarem as portas do carro abertas durante oito a 12 horas num ambiente seco (por exemplo, na garagem), a maioria da humidade deve desaparecer. Quem não tiver tanto tempo pode também recorrer a um desumidificador.

Uma medida um pouco mais drástica é usar um aspirador de líquidos que consegue remover o excesso de água no habitáculo.

Para absorver a humidade dos bancos podem também usar bicarbonato de sódio. Deixem-no atuar durante 24 horas e depois aspirem-no dos bancos e depressa deverão deixar de ter a sensação de que os bancos estão molhados.

E se houver bolor?

O bolor no interior do automóvel é o resultado de não se «atacar» a humidade no habitáculo atempadamente. Contudo, o facto de terem bolor no vosso carro não é um «ponto sem retorno».

Antes de o removerem lembrem-se que este pode ser nocivo e por isso recomenda-se o uso de luvas e máscara.

Depois, usando uma escova e um aspirador, dediquem-se a remover o bolor dos bancos, cintos, alcatifas, etc… Já se houver manchas nos bancos um simples produto de limpeza deve resolver o problema.

Por fim, e para acabar definitivamente com o bolor nos bancos e alcatifas, pulverizem os bancos com vinagre de limpeza, deixem-no atuar durante 10 minutos e depois aspirem-no.

Se seguirem estas dicas o interior do vosso carro deverá ficar livre de humidade. Para evitar o seu regresso podem recorrer a desumidificadores portáteis (meias com cristais de sílica ou areia de sílica também funcionam) e, se possível, limpem o vosso carro regularmente, de duas em duas semanas.

Sabe esta reposta?
Com que idade é que os veículos ligeiros de passageiros devem ser sujeitos à primeira inspeção periódica obrigatória?
Oops, não acertou!

Pode encontrar a resposta aqui:

Inspeção automóvel. Quando tem de ser feita e o que é verificado?