Citroën Oli. Barato e tem pneus que duram até meio milhão de km

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos

Citroën Oli. Barato e tem pneus que duram até meio milhão de km

O Citroën Oli desafia todo o conceito de automóvel e propõe um regresso ao essencial. E sempre de forma simples, barata e durável.

Em Paris, França

Esqueçam tudo o que sabem sobre automóveis. Com o concept Citroën Oli a marca francesa quer revolucionar o mercado e contrariar o facto de os automóveis estarem cada vez mais complexos, mais pesados e mais caros.

O protótipo Oli, que nós fomos conhecer a Paris, desafia todos estes conceitos, tal como a marca francesa já tinha feito com o Ami, e propõe um regresso ao essencial.

É certo que não passa de um protótipo, mas estreia soluções engenhosas que podemos vir a encontrar nos futuros modelos de produção da Citroën. Podem descobri-las aqui:

A NÃO PERDER: Citroën muda de logótipo e recupera o original de 1919

Design minimalista

A imagem do Oli não deixa ninguém indiferente, muito por culpa da simetria dos para-choques, das cavas das rodas e das portas, do para-brisas vertical e dos elementos mais aventureiros, como as interpretações mais modernas dos já icónicos Airbumps.

O desenho exterior pode não o denunciar de imediato, mas o Oli recorre a menos componentes e a materiais reciclados, o que se traduz num custo de aquisição mais barato, numa manutenção mais baixa e numa maior longevidade, porque na teoria todos os elementos podem ser substituídos de forma simples e barata.

Apesar de minimalista, o desenho do Oli está muito orientado para a funcionalidade e isso fica visível até mesmo na sua tipologia de carroçaria. À primeira vista parece um SUV, mas as dimensões são próprias de um utilitário. E tem uma secção traseira inspirada nas pick-up tradicionais.

Não é para produzir mas funciona

O Oli não vai chegar à produção mas é um protótipo totalmente funcional. Tem por base a plataforma E-CMP, a mesma do Citroën ë-C4, e anuncia 400 km de autonomia, provenientes de uma bateria de 40 kWh.

Citroen Oli Maison Vignaux @ Continental Productions

Com uma velocidade máxima limitada aos 110 km/h, para maximizar a eficiência, o Oli anuncia um consumo médio de apenas 10 kWh/100 km (o facto de pesar apenas 1000 kg ajuda) e pode ser carregado dos 20% aos 80% em apenas 23 minutos.

LEIAM TAMBÉM: Não parece mas por baixo desta carroçaria retro está uma Citroën Berlingo

A somar a isso conta com tecnologia “Vehicle to Grid” (V2G) e “Vehicle to Load” (V2L), pelo que será capaz de injectar energia de volta na rede e fornecer energia a um pequeno dispositivo elétrico.

Citroen Oli

“Truques” por fora e por dentro

O Oli esconde várias soluções engenhosas que ajudam a que seja uma proposta simples, descomplicada, muito orientada para a funcionalidade e, acima de tudo, barata.

A NÃO PERDER: E se o Citroën Ami tivesse nascido como um «mini-2CV»?

Isso é válido para o exterior (já falámos nos vários elementos simétricos e nos materiais reciclados) e para o habitáculo, que oferece bancos feitos com recurso a impressão 3D, um piso em poliuretano e um conceito totalmente novo de tabliê, composto por apenas 34 peças, contra as 75 peças que por norma são necessárias num hatchback atual “convencional”.

Pneus Eagle Go Concept: e duram, duram, duram…

Os pneus do Citroën Oli, desenvolvidos em parceria com a Goodyear, são um dos maiores destaques deste protótipo, uma vez que anunciam uma duração de 150 000 quilómetros.

Citroen Oli

E este número é só o início, já que estes pneus contam com uma profundidade de piso de 11 mm que pode ser renovada até duas vezes, com a Goodyear a adiantar que estes pneus Eagle Go Concept podem alcançar uma vida útil total de até 500 000 quilómetros.

LEIAM TAMBÉM: Já há um «clone» chinês do Citroën Ami e custa menos de metade

A somar a isso, estes pneus contam com a tecnologia SightLine da Goodyear, que inclui um sensor (montado no interior do piso do pneu) que monitoriza vários parâmetros dos pneus, entre eles a pressão e o “stress” a que foram sujeitos, de forma a que seja ainda mais simples prolongar a vida útil dos mesmos.

Sabe responder a esta?
Em que ano o Citroën "Boca de sapo" ganhou o Rally de Portugal?

Mais artigos em Notícias