Grupo Volkswagen. Problemas nas cadeias de abastecimento são o «novo normal»

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Grupo Volkswagen. Problemas nas cadeias de abastecimento são o «novo normal»

Além dos problemas nas cadeias de abastecimento, o Grupo Volkswagen prevê ainda que a crise dos semicondutores se prolongue por 2023.

Depois de há nove meses ter antecipado que a crise dos semicondutores vai durar até 2024, o Grupo Volkswagen prevê agora novos desafios para a indústria automóvel, nomeadamente ao nível das cadeias de abastecimento.

Numa entrevista dada à publicação alemã Automobilwoche, o diretor de compras da Volkswagen, Murat Aksel, começou por reconhecer que a escassez de cablagens está quase ultrapassada, mas deixou um alerta.

Segundo Aksel, “o que vimos nas cadeias de abastecimentos nos últimos dois anos é o novo normal”, acrescentando que “com as novas questões geopolíticas, a tendência é que a questão se torne mais complexa e desafiante”.

A NÃO PERDER: Até 2030 Grupo Volkswagen vai descontinuar 60% dos modelos a combustão na Europa
Autoeuropa, produção Volkswagen t-Roc

Apesar desta previsão pessimista, o diretor de compras da Volkswagen assume que o grupo alemão está mais preparado para responder a estes desafios, afirmando que tem sido feito um grande investimento na deteção precoce de problemas de abastecimento.

A grande aposta passa pela criação de redes secundárias de fornecedores que, em caso de necessidade, possam assumir o fornecimento regular de componentes críticos.

O «problema» passa por identificar que componentes críticos são esses, quais são os componentes cuja escassez pode obrigar a paragens da produção.

Principalmente porque, como Murat Aksel reconhece, não é exequível manter a longo prazo duas redes de fornecedores.

Crise dos semicondutores vai continuar

Além dos problemas nas cadeias de abastecimento, o Grupo Volkswagen também prevê a continuação da crise dos semicondutores.

Apesar de Aksel reconhecer que “no geral, a situação melhorou” e que “os investimentos para aumentar a capacidade de produção de semicondutores já estão em curso”, este relembra que “provavelmente ainda haverá um défice estrutural de semicondutores até 2023, inclusive”.

Fonte: Automobilwoche

Sabe responder a esta?
Como se chama a nova marca elétrica de SUV e pick-up do Grupo Volkswagen para os EUA?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Scout. A nova marca elétrica de SUV e pick-up do Grupo Volkswagen para os EUA

Mais artigos em Notícias