Guerra na Ucrânia. Falta de cablagens está a afetar a produção da Volkswagen, Porsche e BMW

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Guerra na Ucrânia. Falta de cablagens está a afetar a produção da Volkswagen, Porsche e BMW

O conflito na Ucrânia está a afetar o fornecimento de arneses de cabos elétricos, o que levou à suspensão da produção em algumas fábricas alemãs.

O efeito da invasão da Rússia à Ucrânia também já começa a fazer-se sentir na indústria automóvel, com alguns fabricantes alemães a serem obrigados a suspender a produção em algumas das suas fábricas.

De acordo com a Automotive News Europe, a Volkswagen, a BMW e a Porsche estão com imensas dificuldades em garantir o fornecimento de arneses de cabos elétricos.

Isto porque os fornecedores localizados no oeste da Ucrânia foram fechados durante a invasão da Rússia ao país, levando a uma quebra de produção na Alemanha.

A NÃO PERDER: Gigantes da energia abandonam a Rússia. Galp e Prio travam compras
leoni cabos elétricos
Um automóvel médio atual tem cerca de 5 km de cablagens.

Mas o que são, afinal, arneses para cabos? Tratam-se de peças fundamentais para organizar todas as cablagens que formam o «sistema nervoso» elétrico de um carro, que atualmente, num modelo de tamanho médio, pode rondar os cinco quilómetros.

De acordo com os dados da Comtrade de 2020, citados pela Automotive News Europe, os arneses de cabos elétricos são o componente automóvel mais exportado pela Ucrânia para a União Europeia, representando quase 7% de todas as importações deste produto.

leoniVolkswagen, Porsche e BMW afetadas

As quebras no fornecimento deste componente já afetaram algumas linhas de produção da Volkswagen (incluindo na sede Wolfsburgo) e obrigaram a Porsche a suspender a produção na sua fábrica de Leipzig, na Alemanha.

LEIAM TAMBÉM: As reações e medidas da indústria automóvel à invasão da Ucrânia

A BMW também foi afetada e até já reagiu em comunicado: “A nossa produção sofreu interrupções. Estamos em conversações com os nossos fornecedores”.

Leoni com duas fábricas paradas

A Leoni, uma das maiores empresas do mundo neste setor, tem duas fábricas no oeste da Ucrânia e é um dos fornecedores mais afetados por este conflito bélico.

A NÃO PERDER: FIA já decidiu. Mazepin e outros pilotos russos podem continuar a correr

Porém, a empresa germânica já explicou, em comunicado, que está a “lutar para compensar as perdas de produção e as interrupções nas fábricas de Stryi e Kolomyja”.

Fonte: Automotive News Europe

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o mundo o Volkswagen Golf V?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Volkswagen Golf. Vencedor do troféu Carro do Ano 2004 em Portugal

Mais artigos em Notícias