Ariel Hipercar. «Monstro» elétrico com quase 1200 cv e turbina a jato

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Ariel Hipercar. «Monstro» elétrico com quase 1200 cv e turbina a jato

O Hipercar é a mais recente criação da Ariel. Um "hiper-elétrico" com um extensor de autonomia na forma de uma turbina a jato capaz de fazer 110 000 rpm.

Depois do Atom e do Nomad, a Ariel acaba de apresentar o Hipercar, um… hipercarro 100% elétrico — já tinha sido antecipado há cinco anos — que promete ser o projeto mais radical da história da pequena empresa britânica.

E tudo começa logo na imagem, onde o pequeno coupé tem tantos elementos aerodinâmicos que mais parece um caça em forma de automóvel. E as comparações não acabam aí, já que este Hipercar podia muito bem passar pelo próximo carro do Batman.

Mas se a imagem exterior agressiva é a primeira coisa que salta à vista neste modelo, está muito longe de ser o único ponto de interesse.

A NÃO PERDER: Qual o mais rápido: um McLaren 720S Spider, um Ariel Atom 4 ou uma BMW S1000RR?
Ariel Hipercar traseira

É que na base desta proposta está um chassis tubular em alumínio e vão estar painéis da carroçaria e jantes em fibra de carbono… Estarão porque neste primeiro protótipo de testes, os painéis de carroçaria que vêem são mais pesados e feitos com recurso a impressão 3D.

O que tem implicações na massa deste protótipo, que «acusa» elevados 1759 kg. Contudo, quando o Hipercar estiver finalizado e pronto para a comercialização, e efetuado a «dieta» de fibra de carbono, a massa final deve ficar abaixo dos 1500 kg — como explicou Simon Saunders, diretor da Arial, aos britânicos da Top Gear —, algo que deve acontecer daqui a 18 meses.

Mesmo assim será um número que o tornará (por larga margem) o modelo mais pesado de sempre da Ariel.

Quatro motores… e uma turbina

Mas aquilo que torna este Hipercar (derivado de “High Performance Carbon Reduction”) tão distinto dos restantes modelos da Ariel é mesmo o que está por baixo da carroçaria, uma vez que conta com quatro motores elétricos, um por roda — 220 kW ou 299 cv e 450 Nm cada um —, que produzem uma potência máxima combinada de 880 kW (1196 cv) e 1800 Nm de binário máximo.

Ariel Hipercar dianteira

Estes números serão suficientes para que este Hipercar consiga acelerar dos 0 aos 96 km/h em apenas 2,09s e passar dos 96 km/h (60 mph) aos 193 km/h (120 mph) em meros 3,51s. Já o sprint dos 0 aos 160 km/h será feito em menos de 5s.

Quem achar que estes números são demasiado impressionantes pode sempre ficar-se pela versão menos potente deste modelo, que vai contar somente com dois motores elétricos e, como tal, com números mais modestos: 598 cv e 900 Nm.

Turbina capaz de rodar a 110 000 rpm

A alimentar este «monstro» elétrico está uma arquitetura de 800 V e uma bateria de 62 kWh (56 kWh úteis) que permite uma autonomia máxima de até 241 km (WLTP).

Quem precisar de ir mais longe, o Ariel Hipercar pode montar uma turbina a gás que serve como extensor de autonomia.

Sim, isso mesmo. Esta mini-turbina a jato com 35 kW (48 cv) foi desenvolvida pela Cosworth e vai ser capaz de carregar a bateria em movimento, negando quaisquer problemas de ansiedade de autonomia, girando a 110 000 rpm e terá um ruído semelhante ao de um avião a jato, como explica a Ariel.

Ariel Hipercar com portas abertas

 

Quanto vai custar?

A marca britânica já revelou que o Hipercar será homologado para a Europa e para a Austrália e que a produção estimada está fixada entre os 50 e os 100 carros por ano.

Quanto ao preço, e em declarações à Autocar, Simon Saunders adiantou que será “inferior a um milhão” de libras, o equivalente a 1,16 milhões de euros.

Ariel Hipercar perfil
Sabe responder a esta?
Qual era a potência da Audi RS2?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

As carrinhas desportivas mais radicais de sempre: Audi RS2

Mais artigos em Notícias