Aston Martin DBR22. Ode ao passado para festejar uma década de modelos especiais

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Aston Martin DBR22. Ode ao passado para festejar uma década de modelos especiais

O novo Aston Martin DBR22 vai ser apresentado ao público em Pebble Beach e celebra os 10 anos da divisão "Q by Aston Martin".

A Aston Martin acaba de apresentar ao mundo o DBR22, um protótipo para um roadster de dois lugares e motor V12 que serve para assinalar a primeira década de existência da divisão “Q by Aston Martin”, responsável por criações como o Vulcan ou o Victor.

Inspirado em modelos do passado da marca de Gaydon, como o DBR1 e o DB3S, ambos com um importante legado na competição, o novo DBR22 resulta da combinação do princípio típico dos modelos de produção limitada da Aston Martin, onde grande parte da montagem é feita de forma artesanal, combinada com engenharia da mais elevada precisão.

A juntar a isso, conta com uma subestrutura traseira feita a partir de fabricação aditiva, mais conhecida como impressão 3D, que é uma estreia entre as criações da Aston Martin. Mas já lá vamos.

A NÃO PERDER: AMG, Rimac ou Lucid. Qual será a base do futuro Aston Martin elétrico?
Aston Martin DBR22 traseira 3/4 com DBR1

Quando olhamos para este protótipo, a primeira coisa que salta à vista é a carroçaria musculada, mas sofisticada, que foi pensada ao pormenor para ser eficazmente aerodinâmica e para utilizar o menor número de painéis possível.

Inspirado no passado

Na dianteira, destaca-se a grelha em fibra de carbono que nos remete para os modelos da gama de produção da fabricante britânica, ainda que seja clara a inspiração nos modelos clássicos acima referidos.

De perfil, é o longo capô com uma enorme tomada de ar ao centro que rouba todas as atenções, bem como o pequeno para-brisas, as jantes de 21” e as duas bossas que sobressaem logo atrás dos encostos de cabeça.

Aston Martin DBR22 perfil

Mas é na traseira que este Aston Martin DBR22 dá mais que falar. É que além da assinatura luminosa que se prolonga por toda a largura do modelo, o DBR22 conta ainda com enorme difusor de ar e com uma imponente saída dupla de escape central.

LEIAM TAMBÉM: Aumentem o som. Este é o V12 explosivo do Aston Martin Valkyrie AMR Pro

Já no habitáculo, encontramos vários elementos típicos das criações Q by Aston Martin, tal como o recurso a um tipo específico de couro e o uso intensivo da fibra de carbono, que serve de base para os bancos desportivos e para quase todas as molduras do tabliê e da consola central.

Aston Martin DBR22 interior

E o motor?

Debaixo do capô encontramos um poderoso motor V12 biturbo de 5,2 l que entrega 715 cv de potência e 753 Nm de binário máximo — o mesmo encontrado em modelos como o DBS Superleggera —, números que permitem ao DBR22 acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,5s e chegar aos 319 km/h de velocidade máxima, graças a uma caixa automática de oito velocidades.

A NÃO PERDER: Aston Martin DBX707. Testámos o SUV mais potente do mundo

E se potência e velocidade não parecem ser problema, o comportamento em estrada também não. É que de acordo com a marca de Gaydon, o chassis foi afinado para oferecer uma experiência de condução o mais pura possível, algo que segundo a Aston Martin se traduz numa direção ágil e muito sensorial.

Aston Martin DBR22 vista cima

Mas além do trabalho feito ao nível do chassis e da direção, o DBR22 conta ainda com uma calibração especial ao nível dos amortecedores adaptativos, e a marca refere uma rigidez torsional muito elevada, mesmo sendo um modelo aberto.

O primeiro a recorrer a impressão 3D

A juntar a isso, e tal como referimos acima, tornou-se no primeiro Aston Martin a equipar uma subestrutura traseira feita com recurso à impressão 3D a partir de várias secções em alumínio.

Aston Martin DBR22 detalhe frente com DBR1 em segundo plano

De acordo com a fabricante com sede em Gaydon, esta solução tecnológica permitiu reduzir o peso de todo o conjunto sem comprometer a rigidez torsional do modelo, além de permitir que possam ser desenvolvidas e produzidas peças especiais para “modelos de ultra-baixa produção”, como explica a marca.

Primeira aparição pública já tem data

O Aston Martin DBR22 vai fazer a sua estreia pública no Concurso de Elegância de Pebble Beach, na Califórnia (Estados Unidos), onde ficará exposto entre os dias 19 e 21 de agosto.

Sabe responder a esta?
Em que ano começou a ser produzido o Bugatti Veyron?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Bugatti Veyron faz 15 anos. A história que tu (provavelmente) não conheces

Mais artigos em Notícias