Entrámos no ARMAZÉM SECRETO da Peugeot. A segunda parte da visita ao museu Peugeot

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos RA

Entrámos no ARMAZÉM SECRETO da Peugeot. A segunda parte da visita ao museu Peugeot

Na segunda parte da nossa visita ao museu da Peugeot, visitámos o armazém secreto da marca francesa, que mais parece uma loja de brinquedos para gente grande.

Em Sochaux, França

Depois de na primeira parte termos visto o museu da Peugeot — oficialmente o Musée de L’Aventure Peugeot — quase como outro visitante comum, nesta segunda parte tivemos acesso ao armazém secreto da marca francesa, inacessível ao público.

É neste armazém secreto que a Peugeot guarda mais de 400 automóveis, desde carros de produção a protótipos de salão, passando por modelos de competição, militares ou agrícolas, e mesmo até estrelas de cinema — o 406 do filme Taxi também se encontra aqui.

O Guilherme Costa guiado pelo sempre prestável Hervé Charpentier, o responsável pelo museu Peugeot, transportam-nos nesta viagem pela história da marca francesa através de uma variedade enorme de veículos. Uma viagem que não vão querer perder:

VEJAM TAMBÉM: A história que poucos conhecem. Visitámos o Museu da Peugeot

Há mesmo muito para ver neste armazém secreto da Peugeot e seriam precisos muitos dias para dar a devida atenção a tudo o que conseguimos ver.

Por lá encontramos os concepts e show cars que abrilhantaram os salões automóveis a antecipar o futuro da marca do leão, modelos de produção que nunca vimos em Portugal — como a pequena pick-up Hoggar, com base no 207, vendida no Brasil —, carros especiais como o 406 limusina e blindado que serviu o antigo presidente francês François Mitterrand e muitos carros de competição.

No caso dos modelos de competição, é difícil concentrar os olhos num só: desde o «monstro» do Grupo B, o 205 T16 está lá (também na versão de estrada) ao 307 WRC ou o 406 Super Turismo ainda com o nome de Laurent Aïello, piloto francês que conquistou o STW (Campeonato Alemão de Super Turismos) em 1997.

Ficámos também a saber que alguns dos carros que vemos neste armazém secreto da Peugeot têm um papel distinto. Impossíveis de recuperar, vão servir como dadores de peças para o restauro de outros, com o próprio museu a colaborar com colecionadores para o restauro conjunto de alguns modelos.

Há mesmo muito para ver e descobrir no armazém secreto da Peugeot, uma espécie de loja de brinquedos para gente grande.

Sabe responder a esta?
O protótipo Peugeot 404 Diesel estabeleceu 40 recordes de velocidade. Em que ano esse feito aconteceu?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Peugeot 404 Diesel, um «fumarento» feito para bater recordes

Mais artigos em Notícias