BMW Série 3 ganha nova «cara» e interior mas despede-se da caixa manual

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

BMW Série 3 ganha nova «cara» e interior mas despede-se da caixa manual

Estilo mais desportivo, interior mais tecnológico e mais motorizações eletrificadas para o renovado BMW Série 3. Mas nada de caixa manual.

O BMW Série 3 — lançado originalmente há 45 anos, menos 10 anos no caso da carrinha ou Touring — é uma espécie de «vaca sagrada» para a marca bávara e não é para menos.

Mesmo com o frenesim em torno de tudo o que é crossover ou SUV, o Série 3 continua a ser o modelo mais vendido da BMW na Europa, com pouco mais de 116 000 unidades matriculadas neste continente o ano passado, contra pouco mais de 90 000 do seu SUV mais vendido, o X1.

Isso quer dizer, também, que o Série 3 voltou a superar os seus dois arquirrivais no segmento das pequenas limusinas premium, o Mercedes-Benz Classe C (81 000 vendidos em 2021) e Audi A4 (77 000).

VEJAM TAMBÉM: BMW XM. Já sabemos qual a potência do anti-Urus da BMW M
BMW Série 3 e Série 3 Touring

Em termos globais e desde 1975, a BMW já vendeu mais de 16 milhões de Série 3, 1,1 milhões dos quais desta nova geração lançada em 2019 e para a qual os principais mercados mundiais são a China, Alemanha, EUA e Reino Unido.

Ainda mais tratando-se de uma renovação a meio do seu ciclo de vida, compreende-se perfeitamente que estejamos na presença de uma pequena evolução, muito mais do que de uma revolução.

Leves retoques no estilo

À frente notamos que os faróis LED são agora mais estreitos e que as luzes de condução diurna assumiram uma forma em “L” invertido, da mesma forma que a caraterística grelha em “duplo-rim” viu os seus traços ligeiramente retocados, incorporando agora barras verticais duplas.

Atrás há uma superfície maior pintada na cor da carroçaria, farolins igualmente mais finos e ponteiras de escape de maior diâmetro (90 mm a 100 mm, dependendo da motorização). E nenhum Série 3 estará equipado com jantes mais pequenas do que de 17” (em liga leve).

Quem gosta de versões mais desportivas poderá optar pelo pacote M Sport  — grelha em padrão ninho de abelha, para-choques de desenho específico e jantes de 18” com pneus de dimensões mistas — ou o M Sport Pro, com revestimentos exteriores de elevado brilho, além de um sistema de travagem M que inclui pinças vermelhas.

Este último pacote, M Sport Pro, ficará disponível para as versões normais ou BMW M Performance, que se distingue no exterior pela grelha com design de malha, jantes específicas de 18” (ou 19″ em opção), ponteiras de escape trapezoidais e tampas de retrovisores em negro brilhante.

Regressando ao pacote M Sport incluem-se ainda duas novas cores: Skyscrapper Grey Metallic e Brooklyn Grey Metallic, e duas cores que só estavam disponíveis antes no catálogo BMW Individual — Frozen Pure Grey e Frozen Tanzanite Blue.

Interior mais moderno e tecnológico

Por dentro a configuração e as soluções tecnológicas aproximam o Série 3 dos mais recentes modelos da BMW. Passam a ser usados, por exemplo, os dois ecrãs digitais curvos, o da instrumentação de 12,3” e, á sua direita, o de infoentretenimento de 14,9”, com muitas possibilidades de personalização e alta definição.

Interior Série 3 2022

Há, como é norma por estes dias, uma significativa redução do número de comandos físicos, sendo favorecidos os táteis e vocais.

O seletor da caixa automática Steptronic de oito velocidades — que passa a ser a única transmissão disponível, com a caixa manual a deixar de estar disponível — apresenta um novo desenho.

Consola central com manípulo transmissão

Passam a ser sempre de série os sensores de estacionamento à frente e atrás, o sistema de navegação, o retrovisor interior com função de antiencadeamento e o ar condicionado automático de três zonas.

O progresso registado nos sistemas de conectividade e de interação do condutor com o veículo é enorme, fruto da adoção do mais recente sistema operativo 8.0 que a BMW está a usar em todos os seus novos modelos.

No caso das versões híbridas plug-in a aplicação My BMW funciona como um precioso interface digital universal para que os processos de carregamento da bateria sejam o mais fluidos e rápidos possível.

Foi melhorada ainda a integração de dispositivos Android e Apple e passa a ser possível efetuar atualizações remotas (over-the-air).

Gasolina, Diesel e híbridos plug-in

A gama de motores é idêntica e mantém-se bastante ampla, entre Diesel, gasolina e híbridos plug-in.

O motor de quatro cilindros, 2.0 l é a base das versões 318i (156 cv), 320i (184 cv) e 330i (245 cv), enquanto o M340i (374 cv) recorre à unidade de seis cilindros em linha e 3.0 l, turbo.

Os Diesel baseiam-se no bloco de 2.0 l e quatro cilindros e serve os 318d (150 cv) e 320d (190 cv) e no bloco de 3.0 l e seis cilindros para os 330d (286 cv) e M340d (340 cv).

Todas as motorizações vão ter eletrificação «ligeira» ou mild-hybrid, em que o motor/gerador elétrico atua para assistir o motor de combustão para que este funcione nos regimes mais eficientes, além de fornecer 11 cv e 50 Nm extra que ajudam a tornar a aceleração mais imediata.

Por último, os híbridos plug-in juntam o mesmo motor de quatro cilindros e 2.0 l a gasolina a um motor elétrico de 109 cv nas duas variantes 320e (204 cv e 350 Nm) e 330e (292 cv e 420 Nm), qualquer delas com consumo de combustível entre 1,3 l/100 km e 1,8 l/100 km e uma autonomia elétrica a variar entre os 54 km e os 62 km.

Todos os Série 3 da nova geração estão também disponíveis com tração às quatro rodas (xDrive), com uma ligeira variação entre a berlina e a carrinha: no primeiro caso não existe no 318i, 318d e 320e, no segundo está indisponível no 318i, 320i e 318d.

Tanto o M340i como o M340d apenas podem ser de tração às quatro rodas.

Quando chega?

O novo BMW Série 3 tem chegada prometida para antes do final do verão, mas ainda não foram anunciados preços para Portugal.

BMW Série 3
Sabe responder a esta?
A que geração do Série 3 pertencia o protótipo da BMW M3 Touring?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

BMW M3 Touring E46. Nunca houve uma carrinha M3, mas esteve perto de acontecer

Mais artigos em Notícias