Lexus RZ 450e. Bateria com um milhão de quilómetros de garantia e volante como o KITT

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Lexus RZ 450e. Bateria com um milhão de quilómetros de garantia e volante como o KITT

O Lexus RZ 450e é o primeiro modelo da marca desenvolvido para ser exclusivamente elétrico e estreia o sistema DIRECT4.

Em Barcelona, Espanha

Até 2030 a Lexus vai ser uma marca apenas 100% elétrica na Europa, América do Norte e China e o primeiro modelo dessa nova era é o Lexus RZ 450e que foi hoje revelado.

É o primeiro Lexus desenvolvido de raiz para ser um modelo exclusivamente elétrico e assenta na plataforma eTNGA, estreada pelos os Toyota bZ4x e Subaru Solterra.

O Diogo Teixeira já teve oportunidade de conhecer o novo Lexus RZ 450e em «primeira mão» em Barcelona, que nos dá a conhecer o novo crossover elétrico por dentro e por fora:

Um vislumbre do futuro

No capítulo visual, o fator novidade acabou por ser algo «dissipado» pela revelação de imagens do modelo há uns meses, mas não lhe retira importância: é o primeiro a mostrar a linguagem de design “E-moção contínua” que informará os futuros elétricos da Lexus.

À frente o RZ 450e conta com um capô rebaixado, as entradas de ar foram reduzidas ao «mínimo indispensável», a «grelha» fusiforme passou a ser fechada, como acontece na maioria dos elétricos, e os faróis são particularmente finos.

Na lateral destacam-se as jantes de 18” de série que podem chegar às 20” nas versões mais equipadas, enquanto na traseira as atenções centram-se no spoiler dividido e nos faróis que se estendem a toda a largura da traseira.

LEIAM TAMBÉM: Fiat quer ser “Tesla do povo”. Que novidades estão a caminho?

Por fim, a pintura em dois tons, que estende a área preta de contraste do teto ao capô, garante que o RZ 450e não passa despercebido.

Como nos aviões

Já no interior do RZ 450e, o maior destaque acaba mesmo por ser o volante tipo manche de avião que, ao contrário do que já vimos nos Tesla Model S, surge associado ao “One Motion Grip”, um sistema steer-by-wire que prescinde da tradicional coluna de direção física por uma ligação elétrica que envia os movimentos do volante para as rodas.

Segundo a Lexus, este sistema oferece uma resposta instantânea e um controlo de direção mais preciso ao mesmo tempo que reduz a oscilação do volante em estradas irregulares e exige menos esforço por parte do condutor. Virar totalmente para a esquerda ou para direita é conseguido com um movimento de apenas 150º.

A juntar a este inovador volante, o RZ 450e conta com um head-up display e um ecrã de 14”. Outras estreias na Lexus são o teto panorâmico de luminosidade regulável e o sistema de aquecimento radiante para o condutor e passageiro que permite uma maior economia de energia.

VEJAM TAMBÉM: Este é o renovado Lexus ES 2022. Alternativa ao Série 5, Classe E e A6?

Já no campo da conetividade, o Lexus RZ 450e conta com a nova plataforma multimédia Lexus Link, mais rápida, que se estreou no Lexus NX. Há ainda um novo assistente de bordo, “Hey Lexus” e, claro está, os «obrigatórios» Apple CarPlay e Android Auto.

Lexus RZ 450e
O ecrã central concentra uma série de comandos.

Tecnologia não lhe falta

Além do sistema “One Motion Grip” há mais duas tecnologias que se destacam no crossover elétrico da Lexus: o sistema e-Axle e ainda o DIRECT4.

O primeiro foi estreado pelo UX 300e, o primeiro Lexus 100% elétrico, e consiste numa unidade compacta e modular que integra o motor elétrico, caixa redutora e unidade de controlo eletrónica localizada entre as rodas motrizes.

Lexus RZ 450e
O RZ 450e mede 4805 mm de comprimento; 1895 mm de largura; 1635 mm de altura e tem uma distância entre eixos de 2850 mm.

No RZ 450e há um e-Axle por eixo e trabalham em conjunto com o sistema de controlo de tração integral DIRECT4.

Este é uma estreia absoluta e consiste num sistema inteligente que equilibra constantemente a tração das quatro rodas, distribuindo a força da tração de forma automática e linear através do recurso a sensores na unidade de controlo eletrónico para recolher, avaliar e reagir a uma série de fatores.

A entrega do binário entre os dois eixos pode ser ajustada de 0 a 100% ou de 100 a 0% em milissegundos.

Os números do RZ 450e

Equipado com uma bateria de iões de lítio de 96 células e 71,4 kWh, o RZ 450e permite carregamentos de 11 kW em corrente alternada e de até 150 kW em corrente contínua (0 a 80 % em 30 minutos). Tal como o «irmão» bZ4X da Toyota, a garantia da bateria é de um milhão de quilómetros, a prometer 90% da sua capacidade ao fim de 10 anos de utilização.

A marca japonesa aponta para uma autonomia superior a 400 km em ciclo WLTP e «aponta» a um consumo inferior a 18 kWh/100 km.

Lexus RZ 450e
A Lexus ainda não revelou os tempos de carregamento do RZ 450e.

Quanto à potência, o motor dianteiro produz 150 kW (204 cv) e o traseiro 80 kW (109 cv), fixando-se a potência total nos 230 kW (313 cv) e o binário nos 435 Nm.

Tudo isto permite ao crossover elétrico da Lexus cumprir os 0 aos 100 km/h em lestos 5,6s e alcançar os 160 km/h enquanto a capacidade de reboque se fixa nos 750 kg.

Quando chega?

Com a abertura em Portugal das reservas online marcada para outubro, o novo RZ 450e só verá as primeiras unidades chegarem ao nosso país no início de 2023.

Sabe responder a esta?
Qual é a potência do Lexus UX 300e?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Testámos o UX 300e, o primeiro elétrico da Lexus. Ficámos convencidos?

Mais artigos em Notícias