Diesel Power! Manhart «arrancou» 405 cv ao BMW 740d xDrive

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Tuning

Diesel Power! Manhart «arrancou» 405 cv ao BMW 740d xDrive

A Manhart pegou no BMW 740d xDrive e deu-lhe uma imagem mais agressiva e ainda mais potência. O resultado? Um verdadeiro «monstro» Diesel.

Este ano vamos ficar a conhecer o novo BWM Série 7, mas enquanto isso não acontece, a Manhart recordou-nos de todo o potencial que o modelo atual (G11) ainda tem para oferecer e criou o MH7, com base no 740d xDrive.

O primeiro MH7 da Manhart apareceu em 2015, mas desta vez a preparadora alemã não optou por um enorme motor a gasolina, mas sim pela motorização Diesel.

E assim nasceu este «monstro», denominado MH7 400d, que se vale do bloco Diesel biturbo de seis cilindros em linha e 3,0 litros de capacidade que passa a entregar 405 cv e 790 Nm.

A NÃO PERDER: BMW 840d xDrive Gran Coupé testado. O devorador de quilómetros
Manhart MH7 BMW Série 7

São números notáveis, sobretudo se tivermos em conta que, de série, esta motorização se esgota nos 320 cv e nos 680 Nm.

Como seria de esperar, este boost de potência foi conseguido graças ao kit Turbo Performance da Manhart e a uma reprogramação da Unidade de Controlo do Motor.

O binário é enviado às quatro rodas através de uma caixa automática de oito velocidades e do sistema xDrive da BMW, e mesmo que a Manhart não o tenha especificado, é de esperar que o sprint dos 0 aos 100 km/h tenha ficado mais rápido.

Manhart MH7 BMW Série 7

Recorde-se que de fábrica o BMW 740d xDrive é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 5s e tem a velocidade máxima limitada aos 250 km/h.

Para acompanhar esta evolução em termos de potência, a Manhart propõe ainda modificações no sistema de escape e nos travões, que são de maiores dimensões, bem como algumas modificações estéticas, tais como um difusor dianteiro e um pequeno spoiler em carbono e claro, a sua decoração tradicional, com listas douradas sobre um fundo preto.

LEIAM TAMBÉM: “Final V12”. Edição especial do M760Li significa o adeus aos V12 na BMW

As jantes originais também podem ser substituídas por um conjunto da Manhart com 22”, montadas em pneus 265/30 e 295/25.

Manhart MH7 BMW Série 7

E podem sobressair ainda mais se optarem pelos espaçadores de 15 mm da H&R e pela modificação na suspensão pneumática, que reduz a altura ao solo entre 20 mm a 30 mm.

Quanto custa?

Este pack de modificações está disponível para o Série 7 (G11) e para a versão facelift deste modelo, mas não sai barato.

O upgrade mecânico ao motor Diesel custa 6999 euros, as jantes custam 4890 euros e o splitter dianteiro em carbono é proposto por 3295 euros.

Manhart MH7 BMW Série 7

O “lip spoiler“, também em carbon,o acrescenta mais 2340 euros à fatura e o difusor de ar traseiro (também em fibra de carbono) soma mais 3845 euros. Já a decoração da Manhart é oferecida por 1099 euros.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi apresentado o BMW M6?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Aqui só entram motores V10. Fiquem a conhecê-los

Mais artigos em Notícias