Tesla Model S… a jato! Será que consegue ser mais rápido que um Model S Plaid?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Insólito

Tesla Model S… a jato! Será que consegue ser mais rápido que um Model S Plaid?

Inspirado no Tesla Roadster com o “SpaceX Option Package” que Elon Musk prometeu, este Model S tem três motores a jato na traseira.

Em 2018, Elon Musk anunciou ao mundo que o novo Tesla Roadster podia vir a contar com um conjunto de foguetes propulsores, uma solução integrada no também anunciado “SpaceX Option Package”, numa alusão à sua empresa aeroespacial.

Passaram quatro anos e nós ainda estamos à espera do tão prometido Roadster, que já foi adiado por diversas ocasiões.

Matt Mikka, do canal de YouTube Warped Perception, não quis continuar de braços cruzados à espera e resolveu ele tratar do assunto, colocando três motores a jato na traseira do seu Tesla Model S.

A NÃO PERDER: Não, não é Dia das Mentiras! Este Tesla Model S tem um V8
Tesla Model S motores a jato 2

Sim, isso mesmo. Mikka inspirou-se nesta promessa de Elon Musk e acrescentou três pequenos reatores ao seu Model S P85D, para perceber de que forma podia melhorar as prestações do seu elétrico.

Estes três reatores, que foram pensados para serem usados no mundo do aeromodelismo, foram montados num suporte na parte traseira deste Model S e são controlados a partir de vários comandos montados na consola central, que mais parece a instrumentação de um avião.

E é a partir daí que Matt consegue regular a potência e o impulso deste Model S, que é capaz de andar com recurso apenas à propulsão destes motores a jato. Em autoestrada, por exemplo, consegue ir apoiado neles a velocidades próximas de 100 km/h (e só com dois deles em funcionamento). Mas o consumo de combustível não permite grandes viagens.

Porém, essa está longe de ser a maior das preocupações de Matt, cuja principal premissa era perceber se esta sua modificação conseguia melhorar o tempo de aceleração dos 0 aos 96 km/h (60 milhas por hora), como prometido pelos foguetes que Elon Musk quer adicionar ao futuro Roadster.

LEIAM TAMBÉM: Como fica um Tesla Model S Performance depois de quase 350 mil km?

E a verdade é que consegue. Usando apenas eletricidade, o seu Model S P85D precisa de 4,38s para cumprir este sprint. Com a combinação da eletricidade e dos três reatores, este tempo cai para os 3,32s.

Mas como é que isso se traduz, por exemplo, contra o Tesla de produção mais rápido de sempre, o Model S Plaid? Bem, só havia uma forma de o comprovar, colocando os dois modelos frente a frente:

Não vos queremos estragar a surpresa, por isso o melhor mesmo é verem o vídeo acima. Se já o tiverem feito, então é «seguro» avançar…

Nas duas primeiras corridas, a bateria do Model S Plaid não estava quente o suficiente para que o modo Drag Strip pudesse ser ativado. E isso naturalmente fez-se sentir, com o P85D a vencer.

A NÃO PERDER: Vê este autocarro a jato quase descolar numa drag-race

E a verdade é que no arranque, parece óbvio que o P85D com os três motores a jato é mais rápido. Mas na terceira corrida, já com o modo Drag Strip a funcionar, o Model S Plaid venceu de forma clara, fazendo-se valer dos seus 1020 cv, aproximadamente mais 300 cv do que gera este P85D modificado.

Tesla Model S motores a jato 2

Na quarta tentativa, o P85D voltou a sair que nem um foguete, literalmente, e venceu com facilidade, com o Plaid a mostrar algumas dificuldades de tração no arranque. Já na quinta corrida foi uma vitória sem espinhas para o Plaid, tal como na sexta (e última), ainda que aqui o P85D já só estivesse com dois reatores a trabalhar.

Contas feitas, este Model S P85D é francamente mais rápido, como seria de esperar, apesar de ser mais barulhento, poluente e menos eficiente que o modelo original. Mas esse nunca foi o objetivo de Matt Mikka, que conseguiu criar algo especial e que não passa definitivamente despercebido.

Fonte: InsideEVs

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Volkswagen Lupo GTI?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Glórias do Passado. Volkswagen Lupo GTI, genuíno “pocket rocket”

Mais artigos em Notícias