Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Tecnologia

Motor a hidrogénio da Deutz AG chega em 2024, mas não aos automóveis

Designado TCG 7.8 H2, este motor a hidrogénio tem chegada prevista para 2024 e é o primeiro do género desenvolvido pela Deutz.

Há muitos anos dedicada à produção de motores (particularmente Diesel), a alemã Deutz AG revela agora o seu primeiro motor a hidrogénio, o TCG 7.8 H2.

Com seis cilindros em linha, este baseia-se num motor já existente da Deutz AG e funciona precisamente como qualquer outro motor de combustão interna. A diferença é que essa combustão é conseguida através da “queima” de hidrogénio em vez de gasolina ou gasóleo.

Se bem se recordam, esta não é a primeira vez que reportamos sobre um motor de combustão que usa hidrogénio como combustível. Ainda este ano a Toyota alinhou um Corolla com motor a hidrogénio nas 24 Horas NAPAC Fuji Super TEC — com sucesso, diga-se de passagem, ao terem conseguido concluir a prova.

A NÃO PERDER: O motor a hidrogénio da Toyota deixa-se ouvir
TCD 7.8 Motor Deutz
Já em 2019 a Deutz AG mostrava o seu interesse em motores a hidrogénio, tendo apresentado o primeiro protótipo.

De acordo com a Deutz AG este motor poderá ter a mesma utilização que os restantes motores da marca, estando apto a ser usado em tratores, máquinas da construção civil, camiões, comboios ou como gerador. Contudo, dada a deficitária rede de abastecimento de hidrogénio a empresa alemã aponta, inicialmente, para o uso como gerador ou em comboios.

Quase pronto para a produção

Depois de ter impressionado nos testes em “laboratório”, o TCG 7.8 H2 prepara-se para entrar numa nova fase em 2022: a dos testes no mundo real. Para tal a Deutz AG associou-se a uma empresa alemã que o vai usar como gerador de energia num equipamento estacionário a partir do início do próximo ano.

O objetivo deste projeto piloto passa por mostrar a viabilidade do uso diário do motor que debita um total de 200 kW (272 cv) de potência e que a empresa alemã pretende lançar no mercado já em 2024.

Segundo a Deutz AG, este motor cumpre “todos os critérios definidos pela UE para classificar um motor como sendo de emissões zero de CO2“.

Ainda acerca do TCG 7.8 H2, o Diretor Executivo da Deutz AG, Frank Hiller, afirmou: Já fabricamos motores “limpos” e altamente eficientes. Agora estamos a dar o próximo passo: o nosso motor a hidrogénio está pronto para o mercado. Isto representa um marco importante que vai ajudar a contribuir para atingir as metas climáticas de Paris”.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o primeiro Porsche 911 GT3?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Glórias do Passado. Porsche 911 GT3, o alvo a abater

Mais artigos em Notícias