Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeo

James May “rendeu-se” aos clássicos e comprou um Volkswagen Buggy

Talvez influenciado pelos quilómetros que passou ao volante do Volkswagen Buggy no "The Grand Tour", James May decidiu comprar o clássico alemão.

Apesar de assumir não ser um grande fã de carros clássicos, James May abriu uma exceção e adicionou um modelo do “antigamente” à sua coleção. O escolhido foi, nada mais nada menos que, o Volkswagen Buggy com que participou num desafio do programa “The Grand Tour”.

Usado no episódio em que May, Clarkson e Hammond atravessaram a Namíbia, este Volkswagen Buggy é uma réplica do famoso Meyers Manx original. A animá-lo encontra-se, segundo o apresentador britânico, um motor com 101 cv de potência.

Quanto à decisão de comprar um clássico sem ser particularmente apreciador destes, May afirmou: “Para ser honesto eu não gosto de carros clássicos, mas este não é um clássico (…) é um afeto profundamente pessoal que floresceu”.

A NÃO PERDER: Basis-Transporter. O elemento “esquecido” dos comerciais da Volkswagen
Volkswagen Buggy

O melhor do Buggy? O fim de um Carocha

Ao longo do vídeo em que apresenta o seu clássico, James May por diversas vezes deixa bem clara a animosidade que tem em relação ao modelo que serve de base ao Buggy, o icónico Carocha.

Segundo o apresentador britânico, há duas coisas que tornam o Volkswagen Buggy especial. A primeira é o facto de ser um Buggy e a segunda deve-se a, por cada Buggy produzido, haver menos um Carochas nas estradas, e isso, no entender de James May, é sempre algo positivo.

Mas há mais razões pelas quais James May gosta do Volkswagen Buggy: uma delas é o facto de, segundo May, “ser impossível estar infeliz quando se conduz um destes modelos”.

Curiosamente, ao longo do vídeo, James May revela ainda que não usa o Volkswagen Buggy para andar no local para onde ele foi pensado, a praia. E a justificação para tal é, como sempre, muito racional: o sal iria estragar o carro.

Quanto a isso, May afirmou: “Na verdade, nunca o levo à praia (…) já pensaram no que o sal faria a todos os cromados? Já imaginaram o que o sal faria às ligações expostas do acelerador na traseira? Levar o meu Buggy à praia? Devem estar loucos!”.

LEIAM TAMBÉM: O fim? Nem as salsichas da Volkswagen estão a salvo

Se bem se recordam, esta não é a primeira vez que um dos apresentadores do “The Grand Tour” decide comprar um carro com que participou num dos episódios deste programa ou do “Top Gear” que apresentavam antes. Afinal, há uns anos Richard Hammond comprou e restaurou o Opel Kadett, a que carinhosamente chamou de “Oliver”, com que andou no Botswana.

Sabe responder a esta?
Qual é a potência do Opel Rocks-e?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Rocks-e. A Opel também vai ter um Citroën Ami

Mais artigos em Notícias