Salão de Genebra 2019

Em Genebra a Volkswagen reinventa o buggy para o séc. XXI

O Volkswagen ID. Buggy foi ao Salão de Genebra 2019 mostrar como o clássico buggy pode ser reinventado, integrando-o na era da mobilidade elétrica.

No Salão de Genebra 2019 a Volkswagen revela o seu lado mais estival, com alguma nostalgia à mistura. O Volkswagen ID. Buggy é a reinterpretação da marca alemã do clássico buggy californiano — mecânica e chassis do Carocha, vestido com uma carroçaria aberta em fibra de vidro.

Nesta reinvenção para o séc. XXI, o Volkswagen ID. Buggy assume-se, incontornavelmente, como um veículo 100% elétrico, derivado da nova plataforma do grupo alemão para veículos elétricos, a MEB.

Pode não ter um quatro cilindros boxer refrigerado a ar na traseira, mas continuamos a encontrar paralelos entre o ID. Buggy e o seu notável antecessor, já que o motor elétrico de 150 kW ou 204 cv está montado atrás, dando tração ao eixo traseiro — pode também ser de tração às quatro rodas, montando um motor elétrico adicional sobre o eixo dianteiro.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Genebra 2019 estão aqui

Como o clássico buggy, também o ID. Buggy prescinde do teto ou das portas. Tendo esse aspeto em consideração, o concept vê o seu interior para dois ocupantes — a Volkswagen refere que pode ser convertido a quatro lugares — revestido com materiais à prova de água.

Ao contrário dos buggys com base Carocha, a carroçaria do Volkswagen ID. Buggy não é em fibra de vidro, passando a integrar materiais como o alumínio, aço e plástico. No entanto, graças à modularidade do seu design, a carroçaria pode ser totalmente separada da base MEB.

Disponível para outros produzirem

Essa característica não é acidental: ao poder separar a carroçaria do chassis, a Volkswagen dá um sinal de incentivo a pequenos fabricantes e startups, onde assume o papel de fornecedor da MEB a produtores externos.

Um cenário em tudo similar ao que já acontecia no passado, onde após o surgimento do original Meyers Manx, de Bruce Meyers, múltiplos fabricantes decidiram fabricar a sua própria versão do buggy.

Também insere-se na estratégia já anunciada do grupo alemão, que tem como intenção tornar a sua plataforma elétrica MEB acessível a outros, mesmo que sejam seus rivais.

 

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos