Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Maratona de testes. Nova geração do Opel Astra está quase pronta

A poucas semanas de ser apresentado, o novo Opel Astra entra agora na fase final dos rigorosos testes de desenvolvimento. Saibam o que esperar.

Com chegada prevista para o próximo ano, o novo Opel Astra — que já se deixou antever numa série de teasers oficiais — entra agora na fase final dos testes de desenvolvimento, depois de uma autêntica maratona que o levou das estradas geladas da Lapónia até ao centro de testes de Dudenhofen, na Alemanha.

A “vida” da 11ª geração do Astra começou, como não poderia deixar de ser, com a ajuda do desenho assistido por computador (CAD). Depois disso, seguiu-se a construção dos primeiros protótipos e o início de um exigente programa de testes que lhes colocaram os mais diversos desafios.

Um dos mais duros foi durante o inverno passado, quando o Opel Astra “viajou” até à Lapónia, um destino habitual para os engenheiros das várias fabricantes automóveis.

A NÃO PERDER: Regresso ao futuro? Opel Manta GSe ElektroMOD: o elétrico com caixa manual
Opel-Astra 5

Com temperaturas negativas de cerca de -30ºC, os especialistas no desenvolvimento de chassis percorreram inúmeros quilómetros de modo a otimizar a resposta dos sistemas de controlo eletrónico de estabilidade, tração e travagem em pisos com aderência precária, como gelo e neve.

Durante o desenvolvimento, garantimos que a nova geração do Astra voltará a oferecer aos condutores e passageiros muito prazer de condução e conforto. Por um lado, as afinações dinâmicas garantem que os ocupantes se sentirão sempre seguros, mesmo a alta velocidade em autoestrada. Por outro lado, o Astra garante conforto, mesmo em pisos degradados, proporcionando uma experiência de condução descontraída.

Andreas Holl, responsável pela Dinâmica de veículos da Opel

Esta nova geração será a primeira do compacto alemão a eletrificar-se e, como tal, o comportamento das baterias de iões de lítio das versões híbridas plug-in também foi alvo de análise, com os responsáveis da marca de Rüsselsheim a certificarem-se de que o desempenho das células cumpre com os padrões exigidos, mesmo em temperaturas muito baixas.

Opel-Astra 3

Dudenhofen: uma “câmara de tortura”

O centro de testes de Dudenhofen, na Alemanha, também representou um desafio importante para a nova geração do Astra, sobretudo no que ao desenvolvimento dos sistemas de ajuda à condução diz respeito, uma vez que foi lá que os engenheiros da Opel calibraram sistemas como o cruise control adaptativo, o sistema de travagem de emergência, o alerta de colisão dianteira ou o alerta de ângulo cego.

Além de testes em longas retas, onde o novo Astra foi submetido a velocidades elevadas — é preciso estar preparado para a Autobahn, o compacto alemão foi ainda obrigado a testes na água, sempre com profundidades superiores a 25 cm.

LEIAM TAMBÉM: Salão de Munique 2021. Opel dá “nega” ao principal certame alemão

Opel-Astra 2

Testes de validação em “casa”

À medida que o desenvolvimento se aproxima da fase final, a equipa de engenheiros e técnicos da Opel passa a ser acompanhada de perto pela direção, incluíndo pelo próprio diretor executivo da Opel, Michael Lohscheller.

Nesta fase, ainda a exibir uma densa camuflagem, o Astra andou pelas estradas públicas da região do Reno-Meno, junto à cidade natal da Opel e da fábrica onde será construído, em Rüsselsheim. É aqui, em “casa”, que o Astra tem de receber a derradeira aprovação.

O que esperar?

Construído sobre uma evolução da plataforma EMP2, a mesma do novo Peugeot 308, a nova geração do Astra vai apresentar-se em dois formatos de carroçaria: hatchback de cinco portas e carrinha, a variante Sports Tourer.

A NÃO PERDER: Para se fazer ouvir, o Opel Corsa-e Rally usa altifalantes de… navios
Opel-Astra 6

Quanto às motorizações, é certo que o Astra vai receber propostas eletrificadas, contudo, não sabemos se contará apenas com uma versão híbrida plug-in ou mais.

Ainda assim, os mais recentes rumores sugerem que pode estar na calha uma versão com 300 cv de potência combinada, tração integral e, talvez, com a denominação GSi, assumindo-se como a versão mais desportiva da gama.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidde da bagageira do Opel Corsa-e?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

“É o novo normal”. Testámos o Opel Corsa-e… o Corsa 100% elétrico

Mais artigos em Notícias