Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Mercado

Ford Maverick. A nova (e pequena) pick-up da Ford não deverá chegar à Europa

Apesar das dimensões mais reduzidas, a Ford Maverick, a mais recente pick-up da marca norte-americana, não deverá chegar à Europa.

No seio da Ford o nome Maverick já foi sinónimo de um pequeno coupé, de um sedã, de dois SUV e até de um jipe puro e duro. Agora chegou a uma pick-up mas, ao contrário do que aconteceu quando era um SUV, este Ford Maverick não chegará à Europa.

Revelada a 8 de junho, a nova Ford Maverick tem dado muito que falar do “lado de lá” do Atlântico, não só por ser a mais pequena pick-up da Ford como por recorrer à plataforma monobloco de tração dianteira usada pelo Bronco Sport.

Posicionada abaixo da Ranger e mais pequena que esta, seria compreensível que a marca norte-americana aproveitasse as menores dimensões da Maverick para a vender na Europa. Contudo, e conforme avança a Automotive News Europe, parece que tal não vai acontecer.

A NÃO PERDER: Fiat Toro. Uma alternativa aos SUV que não temos na Europa
Ford Maverick

Apesar de não haver uma justificação oficial, o mais provável é que essa decisão esteja relacionada com as fracas vendas do segmento das pick-up na Europa. Tendo em conta a reduzida procura por este tipo de modelos, ao oferecer duas propostas neste segmento a Ford corria o risco de “canibalizar” as vendas da Ranger, um modelo do qual foram comercializadas 43 000 unidades no “Velho Continente” em 2020.

O que “perdemos”

A Maverick até pode não ser vendida por cá, mas isso não nos impede de vos dar a conhecer algumas das características da mais recente pick-up da Ford.

Para começar, no campo das dimensões esta mede 5,07 m de comprimento; 1,84 m de largura e 1,74 m de altura. Ou seja, é pouco maior que o Kuga. No interior com um visual versátil, retilíneo e recheado de espaços de arrumação há a destacar a possibilidade de os proprietários recorrerem à impressão 3D para criarem acessórios para a parte de trás da consola central.

Ford Maverick
LEIAM TAMBÉM: Confirmado. Ford vai lançar duas novas plataformas para elétricos

Isto deve-se ao sistema FITS (Ford Integrated Tether System), que mais não é que um slot na parte de trás da consola central projetado para acomodar diferentes acessórios. Para ajudar os seus clientes a criarem os seus acessórios, a Ford até vai publicar a geometria do slot.

Por fim, no campo dos motores, a pick-up que tem concorrentes modelos como a Hyundai Santa Cruz apresenta-se com duas motorizações: uma a gasolina e outra híbrida. A variante a gasolina recorre a um 2.0 EcoBoost com 250 cv e 376 Nm que são enviados de série às rodas dianteiras ou em opção às quatro, sempre através de uma caixa automática de oito relações.

Ford Maverick

Quanto à variante híbrida, esta “casa” um 2.5 l de quatro cilindros com 162 cv e 210 Nm que funciona segundo o ciclo Atkinson a um motor elétrico com 126 cv e 235 Nm. O resultado final são 193 cv de potência máxima combinada. Apenas com tração dianteira, esta versão surge associada a uma caixa CVT.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira da Ford Focus Active SW?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

A carrinha para esquecer os SUV. Ford Focus Active SW Diesel testada

Mais artigos em Notícias