Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

O Dacia Duster foi renovado, mas o que traz de novo?

Desde retoques estéticos até um reforço tecnológico, o Dacia Duster viu os argumentos reforçados para tentar manter o lugar de destaque da marca romena.

Originalmente lançado em 2010 e já com 1,9 milhões de unidades vendidas, o Dacia Duster é um caso de sucesso, detendo o título de líder de vendas na sua classe na Europa desde 2019.

Ora, se há algo que a Dacia não pretende fazer é “adormecer à sombra do sucesso” e por isso mesmo a marca romena decidiu que era altura de operar uma tradicional renovação de meia idade ao seu bem sucedido SUV.

Esteticamente, o objetivo passou não só por modernizá-lo como por lhe oferecer um visual mais em linha com os novos Sandero e Spring Electric. Desta forma, o Duster recebeu novos faróis dianteiros com a assinatura luminosa em “Y” já tradicional da Dacia, piscas em LED (uma estreia na marca) e ainda uma nova grelha cromada.

A NÃO PERDER: Futuro mais ambicioso da Dacia traz um novo logótipo
Dacia Duster

Na lateral o maior destaque são as novas jantes de 15 e 16” enquanto na traseira as novidades resumem-se a um novo spoiler e à adoção da assinatura luminosa em “Y” também nos faróis traseiros.

Tecnologia reforçada

Passando para o interior, o foco passou por melhorar a vida a bordo. Desta forma, o Dacia Duster recebeu novos materiais, novos revestimentos nos bancos, uma nova consola central (com um espaço de arrumação fechado com 1,1 litros de capacidade). Contudo, a grande novidade é, sem dúvida, o novo sistema de infoentretenimento.

Com um ecrã de 8” este apresenta-se em duas especificações: Media Display e Media Nav. Em ambos os casos o sistema é compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, sendo que no segundo caso temos, como o nome indica, um sistema de navegação.

Dacia Duster

E na mecânica, o que mudou?

No campo da mecânica o renovado Duster tem como principal novidade o facto de ter “casado” o motor TCe 150 com uma caixa automática de dupla embraiagem EDC de seis relações. Além disso, a versão a GPL (que nós já testámos) viu a capacidade do depósito de gás aumentar em 50%, subindo para os 49,8 litros.

De resto, a gama continua a ser composta por uma motorização Diesel — o dCi 115 — a única que pode ser associada ao sistema de tração integral, três motores a gasolina (TCe 90, TCe 130 e TCe 150) e a já citada versão bifuel a gasolina e GPL.

Por falar na variante de tração integral, há a destacar o facto de graças à adoção de jantes mais aerodinâmicas, luzes LED, novos pneus e novos rolamentos das rodas, as emissões de CO2 desta versão terem caído 5,8 g/km.

Para já, ainda não conhecemos os preços do renovado Dacia Duster para Portugal, contudo sabemos que chegará ao mercado já em setembro.

Nota: Artigo atualizado a 23 de junho às 15h com a data de chegada ao mercado.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o protótipo Porsche C88?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

C88. Fica a conhecer o “Dacia Logan” da Porsche para a China

Mais artigos em Notícias