Apresentação

Dacia Spring Electric. Tudo sobre o elétrico mais barato do mercado

O Dacia Spring Electric já é uma realidade. Fica a par dos detalhes daquele que será, provavelmente, o elétrico mais barato do mercado.

Depois de o termos conhecido como um protótipo há uns meses, o Dacia Spring Electric deu-se agora a conhecer na sua versão de produção e, verdade seja dita, pouco mudou face ao protótipo e… ao Renault K-ZE.

Tido pela Dacia como a terceira revolução da marca (a primeira foi o Logan e a segunda o Duster), o Spring Electric propõe-se a fazer no mercado dos elétricos o que o Logan fez no mercado automóvel quando surgiu em 2004: tornar o automóvel acessível a um maior número de pessoas.

Esteticamente, o novo Dacia não esconde os “ares de família”, assumindo um muito apreciado estilo SUV e a assinatura luminosa em LED em formato de “Y” nos faróis traseiros que se estão a tornar, cada vez mais, numa das suas imagens de marca.

VÊ TAMBÉM: Maior, mais tecnológico, mas sem Diesel: tudo sobre o novo Dacia Sandero
Dacia Spring

Pequeno por fora, espaçoso por dentro

Apesar das reduzidas dimensões exteriores — 3,734 m de comprimento; 1,622 m de largura; 1,516 m de distância entre eixos e 2,423 m de distância entre eixos — o Spring Electric oferece uma bagageira com 300 litros de capacidade (mais do que alguns utilitários).

Ainda no interior, destaque para o ecrã digital no painel de instrumentos com 3,5” e para a oferta, de série, de quatro vidros elétricos.

Já entre os opcionais destaque para o sistema de infotainment Media Nav com um ecrã de 7” compatível com Android Auto, Apple CarPlay, que permite, ao toque de um botão no volante, usufruir dos sistemas de reconhecimento de voz da Apple e da Google. Outros dos opcionais são a câmara de marcha-atrás e os sensores de estacionamento.

Dacia Spring
A bagageira do Spring Electric oferece 300 litros.

Os números do Dacia Spring Electric

Equipado com um motor elétrico, o novo Dacia Spring Electric apresenta-se com 33 kW (44 cv) de potência que lhe permitem atingir os… 125 km/h de velocidade máxima (quando selecionamos o modo ECO ficam limitados aos 100 km/h).

A alimentar este motor encontramos uma bateria de iões de lítio com 26,8 kWh de capacidade que oferece uma autonomia de 225 km (ciclo WLTP) ou 295 km (ciclo WLTP cidade).

Quanto ao carregamento, num terminal de carga rápida DC com 30 kW de potência esta recarrega até 80% em menos de uma hora. Já numa wallbox de 7,4 kW o carregamento até 100% demora até cinco horas.

Dacia Spring
A bateria de 26,8 kWh pode ser recarregada até 80% em menos de uma hora num carregador DC de 30 kW.

Já no que diz respeito ao carregamento em tomadas domésticas, caso estas tenham 3,7 kW, a bateria demora menos de 8h30 para ser recarregada a 100% enquanto numa tomada de 2,3 kW o tempo de carregamento sobe para as menos de 14h.

VÊ TAMBÉM: Gasolina vs GPL. Qual dos Dacia Duster é a melhor opção?

A segurança não foi negligenciada

No capítulo da segurança, o novo Dacia Spring Electric apresenta-se de série com seis airbags, os já tradicionais ABS e ESP, limitador de velocidade e o sistema de chamada de emergência eCall.

Além destes, o Spring Electric vai também oferecer de série luzes automáticas e o sistema de travagem de emergência.

VÊ TAMBÉM: Citroën Ami One. O “cubo” que quer revolucionar a mobilidade

Versão para carsharing e até comercial

O plano da Dacia passa por começar por disponibilizar o Spring Electric em carsharing a partir do início de 2021, tendo para tal criado uma versão especial para este fim. Será precisamente a primeira a sair para as estradas da Europa.

Esta versão foi adaptada tendo em vista o uso intensivo que normalmente é associado a estes serviços, trazendo, por exemplo, bancos revestidos com tecido mais resistente e uma série de acabamentos específicos.

Outra das versões específicas já prometidas, mas ainda sem data de chegada, é a variante comercial. Para já designada “Cargo” (não sabemos se esta designação se vai manter), esta abdica dos bancos traseiros para oferecer um espaço de carga com 800 litros e uma capacidade de carga de até 325 kg.

VÊ TAMBÉM: Dacia Sandero Stepway Bi-Fuel. O GPL compensa?

E a versão para os privados?

Quanto à versão destinada aos clientes particulares, esta verá ver as encomendas iniciarem-se na primavera, estando a entrega das primeiras unidades prevista para o outono.

Outra das informações já reveladas pela Dacia é de que este terá uma garantia de três anos ou 100 mil quilómetros e que a bateria terá uma garantia de oito anos ou 120 mil quilómetros. Ainda acerca da bateria, esta fará parte do preço final (não será preciso alugá-la como é habitual na Renault).

Apesar de o preço do novo Dacia Spring Electric ainda não ter sido revelado, a marca romena já revelou que este estará disponível em duas versões, sendo provável que este venha a ser o automóvel elétrico mais acessível do mercado, seguindo as pisadas do primeiro Logan, que em 2004 era o automóvel mais barato que podias comprar no continente europeu.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o Mitsubishi i-MIEV?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

11 anos depois Mitsubishi desliga a ficha ao i-MIEV

Mais artigos em Notícias