Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Salão de Xangai 2021

VR6 ainda vive no novo e maior SUV da Volkswagen, o Talagon

Chama-se Volkswagen Talagon, é baseado na plataforma MQB Evo e passa a ser o maior SUV da Volkswagen. Já debaixo do capô conta com o "eterno" VR6.

Há muito ausente na Europa, o motor VR6 da Volkswagen continua vivo na China, encontrando-se debaixo do capô daquele que passa a ser o maior SUV da marca alemã: o Volkswagen Talagon, exclusivo para a China.

Com 5152 mm de comprimento, 2002 mm de largura e 1795 mm de altura, o Talagon conta com uma distância entre eixos de 2980 mm. Estes números fazem dele o maior SUV da Volkswagen — o Atlas, vendido nos EUA, “fica-se” pelos 5040 mm de comprimento e o “nosso” Touareg não vai além dos 4878 mm.

O mais impressionante é que, apesar das suas dimensões maciças o Volkswagen Talagon recorre à plataforma MQB Evo, a mesma que serve de base ao mencionado Atlas (Teramont na China) e ao… Volkswagen Golf!

A NÃO PERDER: Volkswagen Polo renovado. Mais estilo e tecnologia

Um “velho conhecido”

A motorizar este enorme SUV encontramos um “velho conhecido”, mas ausente da oferta da Volkswagen na Europa há quase uma década: o famoso VR6. Se por cá a oferta de motorizações de seis cilindros na marca Volkswagen provém da Audi (3.0 V6 no Touareg, por exemplo), na China é o VR6 que ainda motiva alguns dos seus modelos locais, como este novo Talagon.

Com o nome de código EA390, o VR6 é produzido na Alemanha e depois enviado para a China, apresentando-se com 2.5 l de capacidade, turbo, entregando 299 cv de potência e 500 Nm de binário. Estes valores são enviados às quatro rodas através de uma caixa automática DSG de sete relações.

O 2.5 VR6 TSI pode ainda ser encontrado no Teramont e até o Passat para o mercado chinês (só partilha o nome com o “nosso” Passat) chegou a usar uma versão deste VR6, mas com 3.0 l de capacidade e sem turbo.

Além do VR6, o Volkswagen Talagon pode ser ainda motorizado com dois 2.0 TSI (os famosos EA888) com valores de potência mais modestos e também tração dianteira.

A NÃO PERDER: Testámos o Volkswagen Tiguan 2.0 TDI Life com 122 cv. É preciso mais?

Os motores VR

Com um funcionamento em tudo igual a um V6 tradicional, o motor VR6 difere dos V6 “normais” no que ao ângulo do “V” diz respeito. Neste caso o ângulo é de apenas de apenas 10,6°, muito longe dos tradicionais 60° ou 90°.

Volkswagen Talagon
O VR6 que equipa o Talagon.

Isto permite usar apenas uma cabeça para as duas bancadas de cilindros e duas árvores de cames para comandar todas as válvulas, simplificando a construção do motor e reduzindo custos. Quanto ao termo “VR”, este deriva da combinação do V (que diz respeito à arquitetura do motor) e Reihenmotor (que em português significa motor em linha), ou seja, um “motor em V em linha”, traduzindo de forma livre.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do Volkswagen ID.4?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Volkswagen ID.4 (2021) em vídeo. A melhor proposta do segmento?

Mais artigos em Notícias