Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Emissões

Europa. Objetivo era de 95 g/km de emissões de CO2. Foi atingido?

Em 2020, as emissões médias de CO2 registadas por cada veículo novo ficaram muito aquém da meta estabelecida pela União Europeia.

As emissões médias de CO2 registadas em 2020 por cada veículo novo ficaram aquém da meta das 95 g/km (NEDC2; só a partir deste ano, o valor calculado será ao abrigo do protocolo WLTP) exigida pelos novos regulamentos da União Europeia (UE).

Quem o diz é a JATO Dynamics, que no seu mais recente estudo concluiu que as emissões médias de CO2 dos automóveis novos em 21 países europeus (incluindo Portugal) foi de 106,7 g/km.

Face à meta exigida pela UE, apesar do registo alcançado em 2020 ficar abaixo do esperado, representa, contudo, uma descida expressiva de 12% face a 2019, sendo mesmo a média mais baixa dos últimos cinco anos na Europa.

A NÃO PERDER: Euro 7. Ainda há esperança para o motor de combustão interna?
Teste emissões

De acordo com a JATO Dynamics, existem dois grandes motivos que ajudam a explicar esta melhoria: O primeiro está relacionado com as regulamentações cada vez mais “apertadas” para os automóveis com motor a combustão; o segundo está relacionado com a pandemia de COVID-19, que obrigou a uma enorme mudança de comportamentos e gerou também uma procura adicional de veículos elétricos e híbridos plug-in.

Num ano em que milhões de potenciais compradores não foram autorizados a sair de suas casas, é notável que as emissões médias tenham diminuído 15 g/km. Significa uma mudança fundamental em nossa noção de mobilidade e uma maior predisposição por opções sustentáveis.

Felipe Muñoz, analista da JATO Dynamics

Apesar desta tendência, existem países onde a procura por automóveis com motor a combustão até cresceu, aumentando assim as emissões de CO2 : falamos da Eslováquia, República Checa e Polónia.

Emissões CO2 JATO DynamicsPor outro lado, seis países (Holanda, Dinamarca, Suécia, França, Finlândia e Portugal) registaram médias de emissões abaixo de 100 g/km. Sem surpresa, foram estes países que registaram o maior aumento de automóveis elétricos e híbridos plug-in vendidos.

A NÃO PERDER: Volkswagen Autoeuropa reduziu 79,8% de emissões de CO2 em 10 anos

A Suécia liderou esta lista, com 32% de todos os seus carros novos vendidos a serem elétricos. Portugal registou a terceira média de emissões mais baixa dos países analisados.

Emissões CO2 JATO Dynamics2Quanto aos fabricantes, também se regista uma grande diferença entre as médias de CO2 de cada marca ou grupo. A Subaru e a Jaguar Land Rover registaram os piores desempenhos, com médias de 155,3 g/km e 147,9 g/km, respetivamente.

Do outro lado da escala surgem a Mazda, a Lexus e a Toyota, com médias de 97,5 g/km. O Grupo PSA, que entretanto se fundiu com a FCA para formar a Stellantis, surge logo depois, com 97,8 g/km. Recordamos que as metas a atingir pelos construtores diferem uns dos outros, pois têm em conta a massa média (kg) da sua gama de veículos.

Sabe responder a esta?
Qual foi o primeiro automóvel a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Notícias